Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Renato mantém dúvida e não vê Grêmio na final: 'Não vamos cair nessa'

Equipe gaúcha recebe o Barcelona do Equador após vencer o primeiro jogo por 3 a 0 fora de casa

Estadão Conteúdo

31 Outubro 2017 | 20h22

O Grêmio encerrou nesta terça-feira a preparação para o duelo decisivo diante do Barcelona-EQU, quarta, na Arena. No palco do confronto, o técnico Renato Gaúcho comandou uma atividade fechada à imprensa e manteve uma dúvida em relação à escalação que entrará em campo para tentar garantir a equipe na decisão da Libertadores.

+ Barcelona-EQU fica preso na Bolívia e chegará na madrugada para jogo

O mistério está no meio de campo. O volante Jaílson foi titular na partida de ida, em Guayaquil, mas o dono da posição, Michel, se recuperou de lesão, vem treinando normalmente e pode reconquistar a vaga. De resto, o time tricolor será o mesmo que venceu o Barcelona por 3 a 0 no Equador.

A larga vantagem gremista, aliás, foi o principal assunto da entrevista coletiva dada por Renato após o treino. E o comandante garantiu que não vê o Grêmio já classificado para a final da Libertadores, mesmo podendo perder por até dois gols de diferença diante de sua torcida.

"Podem achar que é da boca para fora, mas se o Grêmio fez 3 a 0 lá, o Barcelona tem condições de fazer o mesmo aqui. Não estou deixando esse 'oba oba' chegar no vestiário. Muita gente no Brasil falou que o Grêmio já estava na final. Eu discordo totalmente, não gostei deste comentário. O Barcelona tem nosso respeito, mostrou força contra Palmeiras e Santos. Temos uma boa vantagem, isso é um fato, mas não vamos entrar em campo com o regulamento debaixo do braço", garantiu.

Não bastasse a vantagem conquistada em campo, o Grêmio deverá entrar em campo nesta quarta mais descansado que o adversário. Isso porque a delegação do Barcelona ficou dois dias presa no aeroporto de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, e só deverá desembarcar em Porto Alegre nesta madrugada, a menos de 24 horas para a partida. Renato, porém, também minimizou este episódio.

"A gente não tem nada a ver com a logística deles. A nossa foi boa, pensamos bem antes. O cansaço não interfere muito. É uma semifinal. Não vamos cair nessa. O Barcelona continua tendo nosso respeito, não importa a hora que vão chegar aqui. Temos mais 90 minutos para que a gente consiga a nossa classificação", alertou.

Em busca de sua quinta final de Libertadores na história, o Grêmio deve entrar em campo nesta quarta com: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Cortez; Jaílson (Michel), Michel, Ramiro, Luan e Fernandinho; Lucas Barrios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.