Renato pode ficar no Santos até dezembro

Uma reunião na noite de segunda-feira, entre Cláudio Guadagno, representante de Renato, Ílton José da Costa, gerente de futebol do Santos, e Norberto Moreira, vice-presidente de futebol do Santos, deixou o jogador mais próximo de um acordo com o Santos, o que viabilizaria sua permanência na Vila até o final do ano. O contrato de Renato termina dia 11, sexta-feira, e Cláudio argumenta que ele passa a ser dono de seus direitos federativos. O Santos diz que o acordo foi feito antes da Lei Pelé e por isso ainda tem direitos sobre o passe. "Estabelecemos que se houver ofertas que alcancem um valor mínimo estabelecido entre as partes, o Santos é obrigado a aceitar e liberar Renato. Se não houver, ele continua na Vila e no final do ano passa a ter todos os direitos, desvinculando-se do Santos", explica Cláudio. Renato, que vai se casar na sexta-feira, é um dos jogadores mais regulares do Santos. Realizou 162 jogos e marcou 15 gols, desde que chegou, no ano 2000. Na atual temporada, fez 35 jogos e marcou cinco gols, três deles no Brasileiro, o que o coloca como segundo artilheiro do time.

Agencia Estado,

08 de julho de 2003 | 16h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.