Renato reclama do árbitro e diz que expulsão foi determinante em empate do Santos

O volante Renato deixou o gramado do Estádio Orlando Scarpelli reclamando da arbitragem do carioca Wagner do Nascimento Magalhães. Para o jogador santista, o juiz foi determinante no empate em 2 a 2 com o Figueirense, uma vez que, no entender dele, o goleiro Vanderlei sofreu falta no lance que precedeu o gol dos donos da casa.

Estadão Conteúdo

25 de maio de 2016 | 23h23

"A única reclamação foi no lance do gol, o Vanderlei sofreu um tranco antes, um jogador deles acabou atrapalhando. O juiz falou que não foi nada", reclamou o veterano, sem protestar contra a expulsão do zagueiro Gustavo Henrique, que deixou o Santos com um jogador a menos na reta final do Brasileiro.

Renato admitiu, porém, que o vermelho acabou influindo no resultado. "No 11 contra 11 estávamos controlando e eles só nos ameaçavam com as bolas paradas. Se tivéssemos essa condição igualada poderíamos sair com a vitória", afirmou.

O Santos tem quatro pontos no Brasileirão e volta a jogar no domingo, às 18h30, contra o Internacional, na Vila Belmiro. Será o último jogo no estádio antes de uma rápida reforma no gramado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.