Renato sai em defesa de seu jogador

O técnico Renato Gáucho saiu em defesa do meia Amaral, que cometeu falta em Roger, no lance que provocou a grave lesão no atleta do Corinthians, no domingo, no Pacaembu. ?Foi totalmente involuntário. Ele deu um empurrão no Roger na disputa da bola e o pé do jogador ficou preso no chão na hora da queda. Não houve pontapé, não houve maldade?, disse o técnico do Vasco. Renato disse que sempre faz um alerta a seus atletas. ?Se um dia, alguém do meu time entrar com deslealdade no adversário, sai na mesma hora. Não quero nem saber. É substituição imediata?. O treinador nem conversou com Amaral depois do incidente. ?Claro que o Amaral, assim como eu e os demais colegas, ficou chateado com a gravidade da contusão. Eu particularmente sou amigo do Roger, que foi lançado nos profissionais por mim, em 1996, no Fluminense?. O técnico quer aproveitar os jogos do Vasco, em casa, no restante do Campeonato Brasileiro para tentar uma vaga à Copa Sul-Americana de 2006. Ele ficou satisfeito com o rendimento da equipe contra o Corinthians. Para enfrentar o Atlético-PR, nesta quarta, em São Januário, deixará Claudemir entre os reservas. O lateral estava improvisado na esquerda, vaga que será ocupada novamente por Diego, após cumprir suspensão. O zagueiro Fábio Braz, expulso, deve ceder vaga para Éder.

Agencia Estado,

31 de outubro de 2005 | 19h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.