Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Renato vê 'aula de futebol', mas confirma 'puxão de orelha' após sufoco do Grêmio

Tricolor gaúcho caiu de rendimento na etapa final e quase tomou empate após abrir 3 a 0

Estadao Conteudo

12 de abril de 2017 | 10h50

O Grêmio chegou a dar impressão de que venceria fácil o Deportes Iquique ao abrir 3 a 0 em apenas 28 minutos na noite desta terça-feira, em casa, mas depois sofreu dois gols do time chileno no segundo tempo e passou sufoco no fim para segurar o placar de 3 a 2 que garantiu ao time a liderança isolada do Grupo 8 da Copa Libertadores.

Ao comentar a atuação de sua equipe, o técnico Renato Gaúcho elogiou o que qualificou como "aula de futebol" no primeiro tempo, mas não escondeu a irritação com o fato de o time ter caído muito rendimento na etapa final, na qual se acomodou com a boa vantagem conquistada na primeira metade do confronto.

"O primeiro tempo foi uma aula de futebol, isso eu já havia falado para o meu time no intervalo do jogo. E a coisa que falei para eles (jogadores) é que o jogo não estava decidido. E o que sempre falo para eles e para vocês (jornalistas) é que a bola pune. Você tem de ter cuidado os 90 minutos e, tendo a oportunidade, você tem de fazer os gols. E oportunidades nós tivemos, várias, inclusive no primeiro tempo", afirmou o comandante, em entrevista coletiva na Arena Grêmio.

Renato ainda lembrou do último clássico com o Internacional, também em casa, pelo Campeonato Gaúcho, no mês passado, quando abriu o placar no primeiro tempo e depois levou dois gols em um intervalo de apenas dois minutos na etapa final, antes de buscar o empate por 2 a 2.

"No segundo tempo deu aquele 'soninho', como deu no Gre-Nal, e quase que a gente deixou escapar um resultado importante para a gente dentro de casa. Mas, não se preocupe, o puxão de orelha já foi dado, pior se nós tivéssemos perdido. Que sirva de lição, pois isso não pode mais acontecer nos próximos jogos", ressaltou o treinador, que depois enfatizou que o importante foi ter somado três pontos. "Ganhamos, por mais que seja no sufoco. (O Grêmio) É que nem mulher grávida. Gosta de sofrer. O puxão de orelha a mais será entre o grupo e eu", prometeu.

Após o triunfo pela Libertadores, o Grêmio agora irá iniciar a sua preparação para o jogo de ida das semifinais do Campeonato Gaúcho, domingo, contra o Novo Hamburgo, em casa, onde esperar abrir vantagem antes de decidir a vaga na decisão como visitante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.