Renato vê vantagem em reencontrar Luxemburgo pelo Fla

O duelo do próximo domingo entre Grêmio e Flamengo, às 16 horas, no Olímpico, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, irá marcar o reencontro de Vanderlei Luxemburgo, hoje técnico do time gaúcho, com o seu ex-clube. O treinador foi demitido do comando da equipe carioca no início de fevereiro, e agora o meia Renato vê vantagem no fato de poder pegar os gremistas com um comandante já bem conhecido pelos flamenguistas.

AE, Agência Estado

21 de junho de 2012 | 10h59

O meio-campista destacou que o Flamengo hoje atua de forma diferente sob o comando de Joel Santana e, por isso, acredita que Luxemburgo não contará com um trunfo na parte tática por ter trabalhado por um bom tempo com o atual elenco do time carioca.

"O Vanderlei não leva vantagem porque temos uma maneira nova de jogar. A equipe já mudou bastante. Mas ele conhece o clube e isso vai deixar o jogo com uma grande pegada. Vamos fazer uma boa partida", afirmou Renato, confiante na possibilidade de o Flamengo obter sua terceira vitória nesta edição do Brasileirão.

"Nós jogadores também conhecemos o lado do Luxemburgo. Sabemos o que ele gosta de fazer e vamos para o jogo cientes do que podemos encontrar no Olímpico", completou o meio-campista, que espera também fazer as pazes com os torcedores flamenguistas, após criticar a postura dos mesmos por ter sido vaiado pelo que qualificou como "uma meia dúzia de otários" na vitória por 1 a 0 sobre o Santos, no último domingo, no Engenhão.

O Flamengo ocupa hoje a oitava posição do Brasileirão, com nove pontos, mesma pontuação do Grêmio, que ocupa a quinta colocação e venceu três dos cinco duelos que disputou na competição.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoFlamengoRenato

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.