Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Renê diz que time flamenguista também tem responsabilidade por jejum de Dourado

Atacante está há nove partidas sem balançar as redes e sua titularidade vem sendo contestada pelos torcedores rubro-negros

Estadão Conteúdo

06 Junho 2018 | 14h38

O Flamengo realizou na manhã desta quarta-feira o último treino antes do clássico contra o Fluminense, que acontecerá na quinta-feira, às 20 horas, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro.

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

O trabalho aconteceu com portões fechados para os jornalistas. Apesar de o time rubro-negro ocupar a liderança da competição, o elenco rubro-negro está preocupado com a seca de gols de seu centroavante, Henrique Dourado.

O jogador está há nove partidas sem balançar as redes e sua titularidade vem sendo contestada pelos torcedores rubro-negros. Na entrevista coletiva desta quarta-feira, o lateral-esquerdo Renê comentou o sobre o momento difícil do companheiro e tentou dividir a responsabilidade pela falta de gols.

"A gente sabe que é difícil um atacante do nível dele passar vários jogos sem fazer gol. Procuramos ajudar, nos treinos e nos jogos. É só uma fase. Passa por toda a equipe e precisamos trabalhar, abrir os espaços e, juntos, espero que possamos ajudar o Dourado a fazer os gols. Ele é artilheiro, é uma fase e acredito que amanhã (quinta-feira) mesmo já vai passar", afirmou.

A última vez que Dourado marcou foi contra a Ponte Preta, no dia 2 de maio, pela Copa do Brasil. Para aumentar ainda a pressão em cima do centroavante, na vitória sobre o Corinthians por 1 a 0 no domingo, quem balançou as redes foi justamente seu substituto na partida, Felipe Vizeu.

Renê evitou falar sobre a disputa por posição no ataque e comentou sobre a dedicação de Dourado nos treinamentos. "É difícil explicar o futebol. Uma prova sou eu. Não vinha jogando bem, a gente não sabe o que passa na cabeça do jogador. Mas o Dourado trabalha muito, sempre procura melhorar", afirmou.

Para o Fla-Flu, o time rubro-negro não contará com o meia Diego, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Em seu lugar, o técnico Mauricio Barbieri ainda não confirmou se colocará Jean Lucas ou Jonas. Certo apenas é que ele poderá contar novamente com o meio-campistas Cuéllar, cortado da seleção colombiana após a confirmação dos 23 convocados para a Copa do Mundo.

O Flamengo deverá entrar em campo contra o Fluminense com: Diego Alves, Rodinei, Rhodolfo, Léo Duarte, Renê; Cuéllar, Jean Lucas (Jonas), Paquetá, Everton Ribeiro, Vinicius e Dourado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.