Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

René elogia atuação do Botafogo e critica Guiñazu após o clássico

Técnico reprova atuação agressiva do argentino: 'Merecia expulsão'

Estadão Conteúdo

30 Março 2015 | 09h54

O empate por 1 a 1 diante do Vasco, no domingo, impediu que o Botafogo terminasse a rodada na liderança do Campeonato Carioca, mas não desagradou o técnico René Simões. Ele garantiu ter gostado da atuação da equipe, principalmente no primeiro tempo, quando, curiosamente, quem marcou o gol e saiu na frente foi o rival.

"Gostei do time. Estávamos com poucas opções de substituições. Fizemos um ótimo primeiro tempo, com o Tomas fazendo o papel do Julio dos Santos. No segundo tempo, o Elvis fez essa função", disse. "Foi um dos melhores primeiros tempos do Botafogo nesses 13 jogos. E tomamos um gol, mas mantivemos a média e marcamos um gol. Isso me deixa feliz."

Mas a satisfação do treinador terminou ao falar sobre um jogador do Vasco. René foi só críticas à participação de Guiñazu na partida e avaliou que o argentino merecia ter sido expulso. "O Vasco foi um time agressivo, forte. O Guiñazu quer controlar o jogo e fez uma falta desqualificante." 

Se não gostou de Guiñazu, o treinador não escondeu a satisfação pelo desempenho de Diego Giaretta, a quem classificou como o melhor da partida mesmo atuando improvisado como volante. "O Giaretta foi uma decisão acertada. Foi o melhor em campo. Se alguém merece nota 9, é ele", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.