René não vê vantagem para o Botafogo em ausência de fred: 'Ficou uma incógnita'

Em desvantagem na disputa semifinal com o Fluminense, o Botafogo precisará vencer por dois gols de diferença no sábado se quiser chegar à final do Campeonato Carioca. Ao longo da semana, o clube conseguiu transferir o jogo para o Engenhão e nesta sexta-feira viu o adversário perder o atacante Fred, que teve efeito suspensivo negado pela justiça desportiva. Mas o que poderia ser dois motivos de ajuda ao time não parece animar muito o técnico René Simões.

Estadão Conteúdo

17 de abril de 2015 | 20h45

"Eu gostaria que o Fred jogasse. O time do Fluminense agora fica com uma incógnita ali na frente. Vai jogar com quem?", indagou René na última entrevista coletiva antes do jogo. O treinador ainda elogiou a qualidade do atacante adversário, a quem se referiu como "extraclasse", mas criticou as declarações que culminaram com a sua punição.

"O Fred pediu para acabar com o Campeonato Carioca. Então acabou o Carioca pra ele. Nós somos personalidades e somos treinados para dar entrevista. Não podemos perder a calma. O que ele falou muito grave", considerou.

O treinador também comentou sobre o fato de jogar no Engenhão com grande apoio da torcida - mais de dez mil entradas foram comercializadas até esta sexta-feira. Mas ele fez ressalvas.

"Acho muito legal o comportamento da torcida do Botafogo, embora, no jogo passado, ela tenha me chamado de burro. Mas isso todas as torcidas fazem", comentou. "Mas é legal saber que a torcida vai estar presente. É a nossa casa."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.