Renê Simões deixa Trinidad e Tobago

O técnico brasileiro Renê Simões pediu demissão do comando da seleção de Trinidad e Tobago neste domingo. No sábado, ele esteve reunido com dirigentes de um time, do qual não quis dizer o nome, na tentativa de um acordo. Ele espera fechar contrato para trabalhar depois do encerramento do Mundial. O treinador foi responsável pela classificação da Jamaica para a Copa de 98 e depois também dirigiu o Flamengo e a Portuguesa.

Agencia Estado,

19 de maio de 2002 | 16h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.