Vitor Silva/SSPress
Vitor Silva/SSPress

René Simões minimiza tropeço e elogia atuação do Botafogo e Tardelli

Na reabertura do Engenhão, time carioca perde por 1 a 0 para o Shandong Luneng, gol que saiu dos pés do estreante Diego Tardelli

Estadão Conteúdo

25 de janeiro de 2015 | 12h41

O técnico René Simões minimizou a derrota do Botafogo para o Shandong Luneng, sábado, em amistoso, na reabertura do Engenhão, e garantiu que aprovou a atuação da sua equipe, embora tenha declarado que odeia perder até "jogo de baralho". Para ele, porém, a derrota por 1 a 0 só aconteceu porque seu time desperdiçou muitas chances de gol. "Faltou colocar a bola para dentro", disse.

Para René Simões, o mais importante foi ver que o Botafogo teve o controle da partida. Além disso, ele destacou a troca de passes entre os jogadores como um comportamento que lhe aprovou na partida do último sábado.

"A equipe propôs o jogo, é isso que precisa fazer quando atua em casa. Eu gostei do desempenho da equipe. Estamos trabalhando em cima de alguns objetivos. Quero sair do jogo e saber que a equipe trocou 700 passes, e analisar a qualidade desses passes. No primeiro amistoso, demos 250 passes. Hoje fomos a mais de 470 passes", afirmou.

O gol da vitória do Shandong Luneng saiu após erro do Botafogo na saída de jogo. Porém, René Simões evitou culpar os defensores do seu time e preferiu exaltar o atacante Diego Tardelli, que estreou pelo time chinês e fez a jogada que originou o único gol do amistoso. "É a qualidade do jogador, não achei nada desequilibrado na equipe. É um jogador fenomenal", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.