Renegado, Roger deve sair da Ponte

Sempre criticado e vaiado pela torcida, o atacante Roger é o maior artilheiro da Ponte Preta na atual temporada.Ele marcou nove gols no Campeonato Paulista e já balançou as redes três vezes no Campeonato Brasileiro. O renegado parece estar de malas prontas para deixar o Majestoso, apesar da não confirmação oficial por parte da diretoria. Roger teria duas alternativas. Uma delas seria o São Paulo. Outra seria o Visel Kobe, do Japão, clube agora dirigido por Émerson Leão. O jogador deixou escapar a informação de sua saída: marcou um dos gols na vitória de 2 a 0 sobre o Paysandu, sábado, e fez questão de comemorar apenas com seus companheiros. "É ruim ser vaiado toda hora. Acho que não mereço, porque estou fazendo os gols", se defende. A diretoria não confirma a saída imediata do atacante, mas aguarda com ansiedade a chegada de uma proposta real. "Seria importante para reforçar o caixa", diz o diretor de futebol, Ricardo Koyama. O técnico Vadão continua defendendo o esquema defensivo usado mesmo em casa. "Nosso time se adapta melhor a esse estilo de jogo e todos estão se sacrificando um pouco, até eu que tenho fama de ser um técnico ofensivo e me vejo armando o time priorizando a marcação". Desta forma, a Ponte somou sete pontos em três jogos. Na quarta rodada vai enfrentar o Fortaleza, no Ceará, com portões fechados porque o adversário vai cumprir suspensão imposta pelo STJD. A baixa será o zagueiro Galeano, que recebeu o terceiro cartão amarelo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.