Vinnícius Silva / Cruzeiro
Vinnícius Silva / Cruzeiro

Renovado, Cruzeiro busca 3ª vitória seguida para sair da zona de rebaixamento

Dedé passou por cirurgia e Cacá irá substituí-lo; Ederson está suspenso e Pedro Rocha é dúvida

Redação, Estadão Conteúdo

26 de outubro de 2019 | 14h45

Renovado após dois triunfos seguidos, o Cruzeiro ganhou força na briga contra o rebaixamento, mas ainda não deixou a zona da degola. Isso pode acontecer se a equipe mineira emplacar mais uma vitória contra o Fortaleza, adversário direto contra a queda. O jogo será neste sábado, às 21 horas, no Mineirão, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Os dois triunfos consecutivos diante de São Paulo e Corinthians não tiraram o Cruzeiro da zona de rebaixamento, mas alçaram a equipe mineira à 17ª posição, com 28 pontos, apenas um a menos que o Fluminense, primeiro time fora do descenso.

"Temos de nos impor, como foi contra o São Paulo. Vamos usar as coisas positivas que fizemos nos últimos dois jogos. A confiança em cada um é grande e todo mundo vem se ajudando. Isso é fundamental para os jogos difíceis que temos pela frente", disse o goleiro Fábio.

Para o confronto no Mineirão, o técnico Abel Braga não poderá contar com o zagueiro Dedé, que foi submetido a um procedimento cirúrgico no joelho direito na quarta-feira. Ele já iniciou a fisioterapia e tem a expectativa de voltar a jogar ainda neste ano.

Sem Dedé, a tendência é de que o jovem Cacá seja o parceiro de Fabrício Bruno na retaguarda, já que Léo está fora desde o início do turno em virtude de uma fratura na clavícula.

Éderson, suspenso, também não joga. É provável que Jadson ocupe o seu lugar no meio-campo cruzeirense. Ariel Cabral é outra alternativa. O atacante Pedro Rocha, com dores no tornozelo direito, acabou não participando do último treinamento e é dúvida para o duelo. Ele vem sofrendo com problemas físicos, que o deixaram fora de cinco das últimas seis partidas. É improvável que esteja em campo.

Em contrapartida, o atacante David, que vive um jejum longo de gols, está de volta após cumprir suspensão na rodada anterior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.