Divulgação/Fortaleza
Divulgação/Fortaleza

Repleto de desfalques, Fortaleza busca primeira vitória com Chamusca

Substituto do técnico Rogério Ceni enfrenta o Vasco, no Rio, em seu segundo jogo no cargo

Redação, Estadão Conteúdo

19 de novembro de 2020 | 07h35

Após a estreia de Marcelo Chamusca no comando do Fortaleza, com derrota por 3 a 2 para o São Paulo, o time volta a campo nesta quinta-feira, contra o Vasco, em São Januário, em jogo adiado da 16.ª rodada do Campeonato Brasileiro, em busca da primeira vitória com o novo treinador e para quebrar uma sequência negativa de quatro derrotas consecutivas.

Mas Chamusca terá problemas para montar a defesa. Os zagueiros Roger Carvalho e Juan Quintero estão com problemas físicos, e Paulão foi diagnosticado com covid-19. A carência é tão grande que a diretoria confirmou nesta quarta-feira o acerto por empréstimo com Wanderson, de 29 anos, que estava no Bahia. Ele assinou contrato até o final de 2021.

Além dele, os atacantes Osvaldo e Yuri César também estão cumprindo período de isolamento social após testarem positivo para o coronavírus. Os três jogadores passam bem e estão assintomáticos.

Com tantos desfalques, Chamusca deve optar por Jackson e João Paulo na defesa, com o ataque seguindo com David e Bergson. No meio de campo, o volante Felipe está suspenso e a dupla de marcação deve ser formada por Juninho e Ronald.

Para Chamusca, o momento é de superação. "Temos muitos problemas, causados pelo grande volume de jogos. Mas temos que focar totalmente neste jogo, porque o Vasco é um concorrente direto contra o rebaixamento. É o típico jogo de seis pontos", comentou o treinador, que ainda pediu à diretoria mais um reforço para o meio-campo e um atacante velocista, que atue pelas beiradas do campo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.