Alberto Gregório Jr. / vasco.com.br
Alberto Gregório Jr. / vasco.com.br

Repleto de desfalques, Vasco faz 'decisão' contra o Corinthians para evitar queda

Dois pontos acima da zona de rebaixamento, cruzmaltino faz 'jogos de seis pontos' em São Paulo

Estadão Conteúdo

17 de novembro de 2018 | 07h14

Repleto de desfalques, algo recorrente nesta temporada, com dúvidas na defesa e no ataque e extremamente pressionado, o Vasco enfrenta o Corinthians neste sábado, às 19 horas, na Arena Corinthians, em São Paulo, pela 35.ª rodada do Campeonato Brasileiro, no duelo direto contra o rebaixamento à Série B.

O time cruzmaltino perdeu pontos importantes nas últimas rodadas ao, depois de estar à frente no placar, levar gols nos instantes finais contra Grêmio (derrota por 2 a 1) e Atlético-PR (1 a 1). Os tropeços impediram que o Vasco estivesse em uma situação mais confortável. Uma derrota para o Corinthians pode devolver a equipe à zona de rebaixamento.

"Até o árbitro apitar, não só no fim. Temos que estar muito atentos. O gol do Atlético-PR foi um pouco de azar, um pouco daquilo que a gente não gosta, que é fazer com que o adversário fique muito na nossa área", alertou o técnico Alberto Valentim.

No momento, a equipe carioca ocupa a 14.ª colocação e tem 39 pontos, dois à frente da Chapecoense, que abre o grupo dos quatro times que são rebaixados, e um atrás do Corinthians. Daí a importância do duelo a quatro rodadas do final da competição.

Valentim convive com a impossibilidade de escalar jogadores importantes desde que assumiu o comando do time. Para o duelo em São Paulo, o treinador perdeu Rildo e Ramon, lesionados e que não devem mais atuar neste ano, e tem oito desfalques certos, além de duas dúvidas.

A principal interrogação diz respeito ao retorno de Maxi López. O argentino, referência no elenco e decisivo com passes e gols quando está em campo, sofreu um corte profundo no pé direito no revés para o Grêmio e foi ausência na última partida. Ele passou a semana tomando anti-inflamatórios para amenizar a dor e conseguir, ao menos, colocar a chuteira para treinar. O departamento médico do clube avisou que se o atacante não tiver dores, poderá jogar.

Valentim afirmou que aguardará Maxi López até o final, bem como Werley. O zagueiro se recuperou de dores na panturrilha na esquerda, mas ainda não tem o seu retorno confirmado. O goleiro Martin Silva, com a seleção uruguaia, e o meia Giovanni Augusto, por força contratual, não podem jogar. Em contrapartida, Yago Pikachu retorna de suspensão e reforça a equipe. O lateral/atacante é o artilheiro do time na temporada, com 18 gols.

"Vai unir uma organização muito grande na parte defensiva com o que a gente chama de não perder nenhuma dividida. Mas tem que ser um time organizado também, procurar jogar futebol. Equilíbrio é muito importante para que consiga vencer jogos e fazer boas partidas", avaliou Valentim.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.