Kiko Huesca|Reuters
Kiko Huesca|Reuters

Repleto de reservas, Real faz quatro no Leganés e segue líder do Espanhol

Mistão merengue impede que Barcelona tome a ponta do torneio

Estadão Conteúdo

05 de abril de 2017 | 18h42

Sem seus principais nomes nesta quarta-feira, o Real Madrid levou um susto do Leganés fora de casa, mas derrotou o adversário por 4 a 2 e manteve a liderança do Campeonato Espanhol. Morata aproveitou o espaço e marcou três vezes no movimentado duelo, que teve cinco gols marcados apenas no primeiro tempo.

O resultado manteve o Real na liderança, mesmo ainda com uma partida a menos que o Barcelona. São 71 pontos em 29 jogos para os madrilenhos, contra 69 em 30 rodadas para os catalães. Para o Leganés, a derrota significou a manutenção da luta contra o rebaixamento, já que o time é somente o 17.º colocado com 27 pontos, cinco acima da zona da degola.

Com o clássico contra o Atlético de Madrid, sábado, pelo Espanhol, e a ida das quartas de final da Liga dos Campeões contra o Bayern de Munique, quarta que vem, o técnico Zinedine Zidane decidiu poupar seus principais jogadores. Entre os titulares, jogaram somente o goleiro Navas, o zagueiro Sergio Ramos, o lateral Marcelo e o volante Casemiro.

Mas mesmo sem Toni Kroos, Modric, Cristiano Ronaldo, Bale e Benzema, entre outros, os visitantes não demoraram a tomar conta do jogo. Aos três minutos, Morata bateu com perigo. Aos 14, Asensio roubou a bola no meio de campo, arrancou e passou por dois marcadores antes de rolar no meio da área para James Rodríguez marcar.

Com tantos desfalques, Danilo voltou a ter uma oportunidade pela direita e quase deixou sua marca aos 17, quando cortou para o meio e bateu de esquerda na trave, com desvio. Na cobrança do escanteio, Nacho escorou e Morata cabeceou na segunda trave. Mesmo com pouco ângulo, conseguiu encobrir o goleiro para ampliar.

O Leganés não se encontrava em campo e sofreria mais um gol logo na sequência. Aos 22 minutos, Kovacic arrancou pelo meio e deu ótima enfiada para Morata, que partiu em posição legal e tocou na saída do goleiro.

Parecia que o dia seria de goleada para o Real, mas o terceiro gol fez a equipe relaxar. O Leganés, então, aproveitou para reagir. Aos 31 minutos, Diego Rico foi lançado nas costas de Danilo, arrancou e tocou no meio da área para o brasileiro Gabriel marcar.

Não demorou, e outro brasileiro apareceu para aproveitar um cochilo defensivo do Real. Três minutos depois, o atacante Luciano, ex-Corinthians, aproveitou sobra após escanteio cobrado da esquerda e finalizou para vencer o goleiro Navas.

Quando parecia que o Leganés cresceria, um novo balde de água fria logo no início do segundo tempo encerrou as esperanças dos donos da casa. Aos dois minutos, James Rodríguez cobrou falta pela esquerda e Morata desviou de cabeça. A bola ainda tocou no zagueiro e entrou.

Os donos da casa ainda tentaram uma nova improvável reação, mas esbarraram na defesa do Real. Por outro lado, o time madrilenho teve uma última grande oportunidade aos 43, quando Lucas Vázquez aproveitou saída errada do goleiro, deu chapéu em um adversário, meia-lua no outro e só parou na boa defesa de Herrerin, que se redimiu.

OUTROS RESULTADOS

Em outras partidas encerradas nesta quarta-feira, pelo Espanhol, destaque para o lanterna Osasuna, que venceu pela primeira vez em 2017. Após 15 partidas sem resultados positivos, a equipe passou pelo Alavés por 1 a 0, mesmo fora de casa, e chegou aos 14 pontos, ainda na última colocação.

Também por 1 a 0 e fora de casa, o Málaga derrotou o Sporting Gijón, se distanciou da luta contra o rebaixamento, com 30 pontos, e afundou o adversário na zona da degola, com 22. Na penúltima colocação, com 20 pontos, está o Granada, que visitou o Deportivo La Coruña e ficou no empate por 0 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.