República Checa vence os Estados Unidos com facilidade

Mesmo fazendo a sua quinta Copa do Mundo consecutiva, os Estados Unidos não souberam usar a sua experiência e foram derrotados pela República Checa por 3 a 0, nesta segunda-feira, no Estádio Auf Sghalke, em Gelsenkirchen, em jogo de abertura do Grupo D do Mundial da Alemanha. O meia Tomas Rosicky foi o destaque da partida com dois belos gols.Ocupando o quinto posto no ranking da Fifa - três posições atrás dos checos - a equipe norte-americana pretende mostra no território germânico que a classificação às quartas-de-final, em 2002, não foi um mero acaso, e sim mais um passo rumo à elite do futebol. O time, no entanto, atuou de forma desorganizada e levou pouco perigo ao gol de Petr Cech, melhor do mundo em sua posição.Mais ofensivos, os checos não demoraram para sair na frente. Aos 5 minutos do primeiro tempo, o lateral Zdenek Grygera foi lançado na direita e cruzou na área para o atacante grandalhão Jan Koller, que sozinho, cabeceou para o fundo das redes do goleiro Kasey Keller.Em desvantagem, os norte-americanos só conseguiram levar perigo ao gol de Petr Cech aos 28. Livre de marcação, o meia Claudio Reyna recebeu na intermediária, avançou e chutou de fora da área, a bola picou no gramado e bateu na trave. Os europeus responderam em seguida e ampliaram a vantagem. Após cruzamento de Pavel Nedved na área, a zaga adversária afastou errado e a bola ficou com Tomas Rosicky, que mandou um belo chute no ângulo esquerdo de Keller.Na etapa complementar, a equipe comandada pelo treinador Karel Bruckner quase chegou ao terceiro gol aos 5 minutos. Karel Poborsky cobrou falta na área, o ala Tomas Ujfalusi se antecipou a marcação e cabeceou rente à trave. Os checos perderam mais uma oportunidade aos 16. Lokvenc, sem marcação, recebeu na entrada da área, mas demorou para girar e bateu fraco para a defesa de Kasey Keller. Com ampla vantagem na partida, a República Checa levou perigo mais uma vez aos 23, quando Rosicky mando mais um bomba de fora da área, mas a bola bateu no travessão. Recentemente contratado pelo Arsenal, o meia voltou a dar alegria a sua torcida aos 31. Ele recebeu no grande círculo, partiu com velocidade e deu um toque na saída do goleiro norte-americano.Na segunda rodada do Grupo D, a República Checa enfrentará Gana, no sábado, em Colônia. No mesmo dia, os norte-americanos tentam se redimir diante da Itália, em Kaiserslautern.Ficha técnica:Estados Unidos 0 x 3 República Checa Estados Unidos: Keller; Cherundolo (Eddie Johnson), Onyewu, Pope e Lewis; Convey, Mastroeni (John Brien), Reyna e Brasley; Donovan e McBride (Josh Wolff). Técnico: Bruce Arena.República Checa: Petr Cech; Zdenek Grygera, David Rozehnal, Tomas Ujfalusi e Marek Jankulovski; Plasil, Galasek, Nedved e Rosicky (Jiri Stajner); Poborsky (Polak) e Koller (Vratislav Lokvenc). Técnico: Karel Bruckner.Gols: Koller, aos 5, e Rosicky, aos 36 minutos do primeiro tempo; Rosicky, aos 30 minutos do segundo tempo Árbitro: Carlos Amarilla (Paraguai). Cartões amarelos: Onyewu, Reyna, Rozehnal, Lokvenc, Rosicky e Grygera. Local: Auf Sghalke Stadium, em Gelsenkirchen.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.