Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Rescaldo do Brasileirão ainda aponta disputas interessantes

Corinthians quer novo recorde, Grêmio e Atlético-MG, o vice...

O Estado de S. Paulo

23 de novembro de 2015 | 11h15

O domingo teve ares de fim de Campeonato Brasileiro com a goleda do Corinthians sobre o São Paulo (6 a 1) e a festa da taça no Itaquerão, com tudo o que o time campeão tinha direito, da alegria da torcida, passando pelo recorde de público em casa (44.976 pagantes) até dar a tradicional volta olímpica. Parecia um domingo no Parque. Mas o Brasileirão não acabou ainda. Restam duas rodadas e algumas definições importantes. Veja o que ainda está em jogo nesta tenporada do Nacional.

CORINTHIANS QUER MAIS UM RECORDE

O campeão brasileiro não para e quer mais. Depois de festejar marcas e conquistas importantes neste ano, o Corinthians ainda tem mais uma ambição: ultrapassar o Cruzeiro como time que mais pontos somou na história dos pontos corridos com 20 clubes. A equipe de Minas Gerais assumiu a marca na disputa passada, quando, sob o comando de Marcelo Oliveira, hoje no Palmeiras, somou 80 pontos em 38 partidas. O Corinthians já igualou essa marca. E tem mais duas rodadas para superá-la. Cumpre tabela diante de Sport e Avaí. Pode chegar, portanto, aos 86 pontos. Antes do Cruzeiro, o recorde era do São Paulo, com 78 pontos na temporada de 2006.

VICE-CAMPEÃO

Pode não significar nada para os torcedores, mas Atlético-MG e Grêmio jogam para ficar em segundo lugar no Brasileirão. O time de Minas tem 66 pontos. Os gaúchos somam 62. Há seis em disputa, o que pode inverter a posição de ambos na tabela. Para os gremistas, o segundo lugar coroaria o trabalho do técnico Roger Machado, que assumiu o time das mãos de Felipão e o levou para cima da tabela. O treinador já renovou seu vínculo por mais dois anos. O Atlético, de Levir, sempre perseguiu o Corinthians, mas perdeu fôlego nas últimas rodadas. A derrota no confronto direto em Minas tirou o time dos trilhos. Essa competição se torna interessante também porque as duas equipes se enfrentam na próxima rodada. Depois, o Atlético despede do Brasileirão contra a Chapecoense, enquanto que o Grêmio enfrenta o Joinville.

BRIGA DO G-4

A quarta posição é do São Paulo, que tem 56 pontos. Mesmo depois da surra para o Corinthians, o time do Morumbi manteve a posição na classificação e pode garantir vaga na Libertadores. O Inter faz sombra ao Tricolor, com os mesmos 56 pontos e agora embalado após bater o Grêmio. O Santos está logo atrás, com 55 e uma Copa do Brasil para decidir com o Palmeiras. Poderia ter superado o rival domingo, mas perdeu para o Coritiba por 1 a 0. Sport e Cruzeiro, o primeiro com 53 e o outro com 52, correm por fora. O Palmeiras, com 50 pontos e na 10ª colocação, caiu fora do páreo após o empate com o Cruzeiro em casa no sábado. Mas tem a quinta vaga caso o Santos fique em quarto e também ganhe a Copa do Brasil.

QUEDA PARA A SÉRIE B

A Segundona definiu os quatro times que vão disputar a primeira divisão em 2016. São eles: Botafogo, Vitória, Santa Cruz e América-MG. Para que eles cheguem, quatro saem. O primeiro a cair na Série A foi o Joinville. Com 31 pontos em 36 jogos, não tem mais como se salvar. Restam três clubes. Hoje, esses candidatos são Goiás, com 35 pontos, Vasco, com 37, e Avaí, 38. Coritiba e Figueirense somam 40 e ainda estão ameaçado.

AS CONTAS DO VASCO

Grande mesmo ameaçado somente o Vasco. Há entre o torcedor brasileiro a expectativa de saber o que vai acontecer com o time de São Januário. A campanha é pessima. São 37 pontos em 36 jogos. Muitas trocas de comando e um time se reforçando a todo instante. O primeiro turno foi desastroso. Depois da chegada do técnico Jorginho, o time melhorou e agora sonha com a salvação. O presidente Eurico Miranda garante que o Vasco não cai. A sequência não é das mais fáceis. Encara o Santos em casa e depois o Coritiba fora. A boa notícia é que o Santos poderá atuar com time reserva, já que disputa a Copa do Brasil com o Palmeiras. Mas o jogo com o Coritiba terá ares de decisão. As duas equipes estão ameaçadas e poderão chegar na última rodada precisando ganhar para escapar da degola.

 

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
futrebolbrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.