Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Reserva imediato na defesa, Rhodolfo quer continuar no Flamengo em 2020

Zagueiro avisa que irá definir seu futuro após a disputa do Mundial de Clubes

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de dezembro de 2019 | 21h59

Primeira opção para substituir os titulares Rodrigo Caio e Pablo Marí ao longo da temporada, principalmente no segundo semestre, o zagueiro Rhodolfo afirmou nesta terça-feira que gostaria de renovar o contrato e continuar no Flamengo em 2020.

O jogador de 33 anos, no entanto, avisa que só vai tratar do assunto após o Mundial de Clubes. A estreia da equipe do técnico Jorge Jesus será em 17 de dezembro. A final está agendada para o dia 21. O Liverpool é o principal rival.

"Minha vontade é permanecer. Até meu filho está no sub-5 aqui do Flamengo. Quero continuar no clube. O foco agora é o Mundial e até pedi para o meu empresário não me passar propostas, por enquanto", afirmou Rhodolfo, em entrevista ao Fox Sports.

"Tem um mês para pensar, muita coisa pela frente. Deixa eu curtir este mês. Quem sabe conquistar mais um título. Eu quero ser campeão do mundo pelo Flamengo. Condições e time nós temos. É só trabalhar certinho, do jeito que o Mister está falando", completou.

O zagueiro revelou que recebeu propostas no meio do ano, mas decidiu permanecer no Flamengo pela certeza de conquistar títulos. Apesar de defender equipes importantes em sua carreira, como Grêmio e São Paulo, Rhodolfo ainda não havia conquistado os títulos da Libertadores e do Brasileiro.

"No meio do ano, eu tive propostas para sair, mas eu quis ficar porque sabia que, com esse elenco, a chance de ser campeão era muito grande, e eu queria ser campeão, mesmo que eu não jogasse", afirmou o zagueiro. "Queria falar para os meus filhos que conquistei coisas importantes no Flamengo."

Rhodolfo elogiou, ainda, o trabalho de Jorge Jesus. "Ele me ajudou muito em termos táticos e mentalidade de vencedor. Em pouco tempo conseguimos jogar do jeito que ele pediu. Tomamos muitas duras. Aquilo que vocês veem no campo é todo dia", comentou o zagueiro, que não se mostrou preocupado com o banco. "O Rodrigo e o Pablo são dois dos melhores zagueiros do país, então eu e o Thuler temos que estar sempre preparados para entrar e substituir bem."

Para Entender

Programação de tv

Veja as principais atrações esportivas do dia

 

Tudo o que sabemos sobre:
FlamengoRhodolfofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.