Reservas do Botafogo empatam jogo-treino com Boavista

Com Jefferson de volta da seleção brasileira, o Botafogo disputou nesta quinta-feira um jogo-treino contra o Boavista no campo anexo do Engenhão, um dia após a vitória sobre o Corinthians, que manteve o time carioca na cola do Cruzeiro, líder do Campeonato Brasileiro. O jogo terminou empatado em 2 a 2 e só entraram em campo os atletas que jogaram menos de 45 minutos contra a equipe paulista.

AE, Agência Estado

12 de setembro de 2013 | 20h49

A exceção foi Hyuri, autor do gol da vitória, que entrou no segundo tempo e nesta quinta fez atividade à parte. Os titulares treinaram na academia do Engenhão.

O novo xodó da torcida botafoguense elogiou o lançamento de Edílson, que resultou no gol da vitória sobre o Corinthians. "Dei um abraço nele depois do gol e agora também. Foi um passe de gênio. Ele soube colocar a bola entre dois marcadores e me deixar na cara, no tempo certinho para poder finalizar", disse Hyuri.

Antes do lançamento, no entanto, Edílson quase marcou contra, aos 6 minutos do segundo tempo. Ele chegou a brincar sobre isso com o árbitro paranaense Heber Roberto Lopes. "O Heber disse para mim: ?Quase fez um golaço?. Eu respondi: ?Nem fala, a torcida ia me matar?".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.