Reservas do Corinthians ganham do Goiás

O Corinthians foi extremamente eficaz, aproveitou os contra-ataques e ficou perto da próxima fase da Copa Sul-Americana: mesmo com dez reservas - dos titulares, só Tevez começou jogando -, os paulistas bateram o Goiás, por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Serra Dourada, e podem até perder por um gol, dia 31, em São Paulo, para seguir na competição. Os goianos só se garantem com triunfo por três gols.Parecia que o Goiás viria como um rolo compressor para cima do adversário. Logo aos 2 minutos, André Dias pegou o cruzamento da esquerda, girou para o gol, mas Marinho salvou em cima da linha.Os paulistas não conseguiam passar do meio-campo, mas no momento em que o time da casa mais pressionava, sofreu o primeiro gol. Aos 17, num contra-ataque rápido, Dinelson recebeu ótimo passe de Eduardo, arriscou de primeira e mandou para as redes. O Goiás ainda buscou forças para tentar o empate. Aos 24, Rodrigo Tabata teve a chance na cobrança de uma falta, mas o goleiro Marcelo fez boa defesa.Em novo contragolpe, o Corinthians praticamente definiu o resultado. O argentino Tevez lançou Fabrício, que percebeu o gol aberto, e acertou um chute forte - a bola ainda bateu no gramado e impediu a defesa de Harley: Corinthians 2 a 0. O gol foi um balde de água fria no time de Geninho. Mas não deixou de fazer justiça no marcador, diante da fragilidade do ataque goiano.No segundo tempo, os contragolpes continuaram sendo a principal arma corintiana. Tevez poderia ter feito o terceiro aos 22, quando foi lançado por Fabrício, mas chutou em cima do goleiro Harley.Nervosos, os atacantes do Goiás tentavam resolver tudo sozinhos. E ainda lutaram contra a falta de sorte. Cléber Gaúcho avançou pela direita e bateu cruzado, mas o chute acertou a trave direita de Marcelo. Jadílson teve a última chance para o time da casa aos 43, mas o chute saiu fraco, nas mãos de Marcelo. Um prêmio para os talentosos reservas corintianos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.