Alexandre Lops/Divulgação
Alexandre Lops/Divulgação

Reservas do Inter contam com falhas de Renan e superam Goiás

Ex-colorado, goleiro goiano erra nos dois gols na derrota por 2 a 1

JOÃO PRATA, ESPECIAL PARA A AE, Estadão Conteúdo

18 de julho de 2015 | 20h37

Com falhas do ex-colarado Renan, o time reserva do Internacional venceu o Goiás por 2 a 1, neste sábado, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, pela 14.ª rodada, e conseguiu se afastar da zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Eduardo e Eduardo Sasha contaram com saídas erradas do goleiro adversário para marcar os gols. O resultado levou a equipe gaúcha para a 10.ª colocação, com 19 pontos, a seis do Goiás, que está em 16.º, na beira da degola.

O Internacional agora volta todas as atenções para a Copa Libertadores, já que nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), enfrentará o Tigres, no México, por uma vaga na final. O time colorado venceu o jogo de ida, em casa, por 2 a 1 e se classifica com um empate. Pelo Brasileirão, a equipe volta a campo no domingo contra a Ponte Preta, em Campinas. O Goiás joga no mesmo dia contra o Flamengo, no estádio Serra Dourada, em Goiânia.

Preocupado com a competição continental, o técnico uruguaio Diego Aguirre mandou a campo uma equipe sem seus principais jogadores. Dos que brigam por uma vaga de titular, jogaram apenas o zagueiro Juan e os meias Alex e Eduardo Sasha, pois acabaram de voltar de lesão e precisam ganhar ritmo de jogo. Sem entrosamento, o time gaúcho ainda conseguia ter o domínio do jogo, tocava mais a bola, mas não conseguia ameaçar o Goiás, que atuava recuado à espera de um contra-ataque.

O primeiro tempo foi de dar sono. O Internacional chegou apenas duas vezes ao gol adversário - ambas em jogadas de Alex. Primeiro, aos 8 minutos, cruzou para Eduardo Sasha, Gimenez desviou e Renan defendeu tranquilamente. Cinco minutos depois, arriscou da intermediária e a bola bateu na rede pelo lado de fora. Recuado, o Goiás foi quem quase abriu o placar na única vez que foi ao ataque. Murilo evitou a saída da bola pela lateral esquerda, invadiu a área e chutou cruzado. Muriel defendeu no pé da trave.

Na volta do intervalo, Aguirre colocou o volante Anderson na vaga de Juan - provavelmente para preservar o jogador para a Libertadores. Nilton passou a formar a dupla de zaga com Rever, a equipe ficou mais ofensiva e Alex continuou como referência. Logo aos três minutos, Anderson lançou para Eduardo Sasha, que disputou com a zaga no meio da área. A bola sobrou para o meia, que tentou colocar no canto oposto do goleiro, mas chutou para fora.

Poucos minutos depois, o treinador teve que trocar o outro zagueiro. Rever sentiu a perna e pediu para sair. Eduardo entrou em seu lugar e abriu o marcador na primeira vez que tocou na bola. Aos 13 minutos, Eduardo Sasha recebeu lançamento na ponta direita e mandou na área de cabeça. Renan saiu de soco, a bola bateu no zagueiro do Goiás e sobrou sem goleiro para o jogador do Internacional marcar.

De olho na zona de rebaixamento, o Goiás teve que sair para o jogo. Gimenez ganhou da marcação e chutou com perigo. Aos 33 minutos, Bruno Henrique encontrou Lucas Coelho na área, que dominou e foi derrubado por Nilton. Pênalti. Na cobrança, Felipe Menezes chutou no canto esquerdo e o goleiro Muriel caiu para o direito: 1 a 1.

A partida continuou equilibrada e o Internacional encontrou o gol da vitória graças a uma nova falha de Renan. Após cobrança de escanteio, o goleiro não segurou a bola e deixou de presente para Eduardo Sasha empurrar para as redes, de cabeça, e garantir os três pontos para o time gaúcho.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 2 x 1 GOIÁS

INTERNACIONAL - Muriel; Wellington, Rever (Eduardo), Juan (Anderson) e Zé Mário; Nicolás Freitas, Nilton, Alex (Matheus Bertotto), Vitinho e Eduardo Sasha; Rafael Moura. Técnico: Diego Aguirre.

GOIÁS - Renan; Gimenez, Felipe Macedo, Fred e Diogo Barbosa; Rodrigo, Patrick (Carlos), David (Liniker), Felipe Menezes; Murilo Henrique (Lucas Coelho) e Bruno Henrique. Técnico: Julinho Camargo.

GOLS - Eduardo, aos 13, Felipe Menezes (pênalti), aos 33, e Eduardo Sasha, aos 41 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Zé Mario (Internacional); Gimenez (Goiás).

ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (PE).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoInterGoiás

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.