Reservas do Palmeiras derrotam Guarani pelo Paulistão

Marquinhos perde pênalti, mas Deyvid Saconni marca no segundo tempo e garante a manutenção da liderança

André Rigue, estadao.com.br

28 de fevereiro de 2009 | 17h47

SÃO PAULO - O Palmeiras continua com sua boa campanha no Campeonato Paulista. Mesmo com um time reserva, o clube derrotou o Guarani por 1 a 0, neste sábado, no Palestra Itália, pela 11.ª rodada. Além de manter a invencibilidade, o alviverde foi para 28 pontos e garantiu a manutenção da liderança.  Veja também:Vanderlei Luxemburgo agora quer foco no 'jogo do ano'  Ouça o gol do jogo pela Rádio Eldorado/ESPN Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão  Paulistão 2009 - Tabela e classificação Para a partida, o técnico Vanderlei Luxemburgo colocou apenas três titulares em campo: Marcos, Danilo e Armero. O treinador poupou os principais jogadores para o confronto desta terça-feira, às 20 horas, diante do Colo Colo (CHI), pela segunda rodada do Grupo 1 da Copa Libertadores, no Palestra Itália. Mesmo com as ausências, o Palmeiras começou bem e criou uma boa oportunidade para inaugurar o marcador aos 15 minutos. Lenny fez linda tabelinha com o meia Evandro e recebeu passe dentro da área. O atacante chutou forte para o gol, mas o goleiro Douglas desviou e mandou pela linha de fundo. O Guarani demorou para se acertar em campo. No entanto, o time campineiro mandou no jogo a partir dos 25 minutos. Se não fosse a péssima pontaria de Fernando Gaúcho, o clube teria aberto o marcador. Em outras boas oportunidades, Marcos salvou o Palmeiras ao pegar chutas de longa distância de Bruno. O Palmeiras só voltou a assustar no último lance do primeiro tempo. Aos 45 minutos, Lenny f  Palmeiras1Marcos (Bruno); Danilo, Jeci e Maurício (Ortigoza); Wendel, Jumar    , Sandro Silva, Evandro e Pablo Armero; Lenny e Marquinhos (Deyvid Saconni    )Técnico: Vanderlei Luxemburgo Guarani0Douglas; Éder Baiano     (Rafael Fefo    ), Danilo e Walter    ; Maranhão    , Gláuber, Claudiney, Bruno (Chiquinho) e João Paulo (Henrique); Dairo e Fernando GaúchoTécnico: Guilherme MacugliaGols: Deyvid Saconni, aos 34 minutos do segundo tempoÁrbitro: Marcelo Rogério (SP)Renda: R$ 330.057,00Público: 11.617 pagantesEstádio: Palestra Itália, em São Paulooi derrubado por Danilo dentro da área: pênalti. O próprio Lenny pegou a bola para bater, mas Luxemburgo mandou Marquinhos fazer a cobrança. E o jogador bateu para fora. "Acontece", disse Marquinhos. "Qualquer um pode perder, até o melhor do mundo", completou. No segundo tempo, o Palmeiras teve de mudar. Marcos, machucado, saiu para a entrada de Bruno. Luxemburgo abriu mão do 3-5-2 e colocou o atacante paraguaio Ortigoza na vaga do zagueiro Maurício. Na última alteração, Marquinhos saiu para a entrada de Deyvid Saconni - por ter perdido o pênalti, Marquinhos deixou o campo vaiado. As mudanças deram certo e o gol da vitória foi marcado aos 34 minutos da etapa final. Ortigoza deu lindo passe para Deyvid Saconni. O meia entrou na pequena área, deu um drible de corpo em Douglas e tocou para o fundo das redes. Foi o primeiro gol do jogador em seu retorno ao alviverde após a lesão no joelho. O Palmeiras ainda criou outras chances para ampliar, mas Lenny não teve felicidade nas conclusões. Mesmo assim, o clube não encontrou problemas para segurar a vantagem de 1 a 0 até o final. O resultado, além de deixar o time mais perto da vaga nas semifinais no Paulistão, dá um ânimo extra para o jogo contra o Colo Colo pela Libertadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.