Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Reservas do Palmeiras empatam com o Sport Áncash por 0 a 0

Time de Vanderlei Luxemburgo precisa vencer a partida de volta para avançar às quartas da Sul-Americana

André Rigue, estadao.com.br

24 de setembro de 2008 | 23h47

O time reserva do Palmeiras conquistou um bom resultado nesta quarta-feira na primeira partida das oitavas-de-final da Copa Sul-Americana. Em Lima, no Peru, o alviverde empatou sem gols diante do Sport Áncash e só precisa de uma vitória simples no jogo de volta para se classificar.  Veja também:  Para Luxemburgo, empate no Peru foi 'ótimo resultado' Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão Resultados e calendário da Sul-Americana Esta foi a primeira vez que Palmeiras e Áncash se enfrentaram na história - contra times peruanos, o alviverde já atuou 32 vezes, com 22 vitórias e quatro empates com o desta quinta. Em Lima, aliás, o time de Palestra Itália jogou com apenas quatro titulares: o goleiro Marcos, o zagueiro Gustavo e os volantes Léo Lima e Martinez. Na partida, o Palmeiras encontrou dificuldades para se adaptar ao gramado do Estádio Nacional, que é sintético. Com isso, o jogo registrou muitos erros de passe no primeiro tempo. O time brasileiro só conseguiu ameaçar em cobranças de falta da entrada da área, principalmente com Evandro e Denílson. A melhor jogada do Palmeiras no primeiro tempo só aconteceu aos 38 minutos. Em cobrança de falta, Evandro levantou na área e Gustavo, como homem surpresa, desviou de cabeça. A bola subiu e tirou tinta da trave do inseguro goleiro Johny Vegas, que rebateu muitas bolas ao longo da partida. Melhor tecnicamente, a zaga do Palmeiras não teve muito trabalho com o ataque rival, apesar dos peruanos atuarem no 4-3-3. O único susto aconteceu no minuto final do primeiro tempo, quando Carty desviou a bola de cabeça após cobrança de escanteio e Cartagena, no rebote, perdeu o gol livre embaixo da trave.  Sport Áncash-PER0Johny Vegas; Cartagena     (Allende), Regalado     e Martínez; Sotelo (Dastes), Marco Ruíz, Rafael Villanueva     e Garcia    ; Flores, Carty (Collantes) e Calheira    Técnico: Antonio Alzamendi Palmeiras0Marcos; Gustavo, Gladstone e Martinez; Jumar, Pierre, Léo Lima, Evandro e Jefferson    ; Denílson     (Maicosuel) e Thiago Cunha (Lenny)Técnico: Vanderlei LuxemburgoÁrbitro: Álbert Duarte (Colômbia)Estádio: Nacional, em Lima (Peru)TUDO TRUNCADOLuxemburgo ainda tentou dar uma sacudida no time na segunda etapa. Mas o Palmeiras voltou a apresentar um grande número de passes errados. Thiago Cunha, que brilhou contra o Vasco no Palestra Itália, pouco criou ao lado de Denílson. Os dois sofreram pelo fato da bola não conseguir chegar ao ataque. Thiago Cunha e Denílson foram substituídos na metade do segundo tempo. Luxemburgo colocou Maicosuel e Lenny para tentar dar uma novo gás. O time melhorou um pouco e teve uma grande chance para marcar com Lenny. Aos 32 minutos, o atacante saiu na cara do gol, mas não conseguiu furar o bloqueio de Johny Vegas. Assim, o Palmeiras deixou de voltar com uma vitória. Agora, o time tem de vencer o Áncash na próxima quarta (dia 1.º de outubro), no Palestra Itália. O ganhador deste duelo enfrentará nas quartas-de-final o vencedor do confronto entre o mexicano San Luis e o argentino Argentinos Juniors. No primeiro duelo, deu San Luis por 2 a 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.