Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Reservas do Palmeiras são cobiçados por outros clubes

Ponte Preta, Portuguesa e Náutico estão de olho no atacante Maikon Leite

DANIEL BATISTA, Agência Estado

17 de julho de 2013 | 15h21

SÃO PAULO - Com um total de 45 jogadores em seu elenco, o técnico Gilson Kleina espera pela diminuição desse número para conseguir ter maior equilíbrio durante os treinamentos. Pelas atividades que ele comanda é possível ver que alguns atletas não fazem parte de seus planos, mas, fora da Academia de Futebol, os "renegados" pelo treinador do Palmeiras parecem estar cheios de moral.

Várias são as especulações em cima de alguns dos reservas do Palmeiras. Depois de Emerson ter ido para o Oeste e Leandro Amaro acertar com o Náutico, outros atletas podem seguir o mesmo destino e tentar ter mais oportunidades em outros clubes.

O mais cobiçado do momento é o atacante Maikon Leite. Ele está nos planos da Ponte Preta, Portuguesa e Náutico. O jogador chegou a viajar para acertar com o Umm-Salal, do Catar, mas a negociação não deu certo e ele retornou ao clube - não tem treinado, porém, com o elenco palmeirense.

O meia Tiago Real também está nos planos da Ponte Preta e, como perdeu espaço com a recuperação de Valdivia e a contratação de Mendieta, pode também ser negociado. O terceiro palmeirense que pode seguir para o time de Campinas é o zagueiro Luiz Gustavo, pouco aproveitado por Gilson Kleina.

Nas laterais também podem haver mudanças. Ayrton e Weldinho estão nos planos da Portuguesa, que quer contar com um deles para o lugar de Luís Ricardo, cobiçado pelo próprio Palmeiras. Weldinho ainda aparece na lista de possíveis reforços do Sporting Lisboa, de Portugal.

A diretoria palmeirense espera conseguir acertar a liberação de alguns jogadores o quanto antes para que Gilson Kleina consiga ter o elenco com um número satisfatório para trabalhar. O treinador já disse que gostaria de ter de 32 a 35 atletas.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirassérie-B

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.