Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Reservas do São Caetano goleiam Criciúma

O ?mistão? do São Caetano teve uma atuação de gala e conquistou sua segunda vitória no Campeonato Brasileiro de forma convincente: goleou o Criciúma por 5 a 0 neste sábado à tarde, no Estádio Anacleto Campanella. Agora o campeão paulista soma oito pontos e ganhou moral para as próximas partidas no torneio e na Taça Libertadores da América, torneio que enfrenta o América-MEX nesta terça-feira. O Criciúma conheceu sua primeira derrota na competição e segue também com oito pontos. Logo aos cinco minutos, após cobrança de falta de Lúcio Flávio pela direita, o zagueiro Gustavo subiu mais alto do que a defesa e cabeceou para as redes, abrindo o placar. O time catarinense esboçou uma reação aos 10 minutos, com o lateral Luciano Almeida, que chutou forte para o gol de Sílvio Luiz, mas a bola foi para fora. A pressão do São Caetano foi tão forte que o Criciúma jogou no contra-ataque mesmo estando em desvantagem. André Leonel quase empatou aos 37 minutos, ao tentar acertar a bola cruzada de carrinho. Mas aos 45 minutos, o São Caetano ampliou a contagem com Fabrício Carvalho. Após boa jogada de Triguinho, Warley bateu forte, o goleiro Fabiano defendeu e, no rebote, Carvalho apenas chutou a bola para o gol. No segundo tempo o São Caetano, para não perder o embalo, voltou pressionando o acuado Criciúma. Em cobrança de falta na meia-lua, Thiago ampliou o placar aos seis minutos: 3 a 0. Jogando melhor e sem dar espaços para o Criciúma, o São Caetano dominou o segundo tempo. Aos 39 minutos, Warley recebeu lançamento de Lúcio Flávio, girou sobre o zagueiro Ronaldo e chutou forte de perna esquerda no gol de Fabiano. Antes que a partida terminasse, houve tempo para o time paulista marcar mais um. O zagueiro Luciano derrubou Fábio Santos dentro da área. Lúcio Flávio cobrou a penalidade no canto esquerdo e fechou a goleada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.