Arquivo/AE
Arquivo/AE

Resignado, Cuca diz que Flamengo saberá reagir

Demitido, treinador afirma que a equipe é boa e terá forças para garantir uma vaga na Libertadores de 2010

Leonardo Maia, Agencia Estado

23 de julho de 2009 | 19h15

O técnico Cuca aceitou com resignação sua demissão pelo Flamengo, um dia após o empate por 1 a 1 com o Barueri, no Maracanã, que aumentou para quatro a série de jogos sem vitória da equipe no Campeonato Brasileiro.

Veja também:

linkFlamengo anuncia a saída do técnico Cuca

especial Mercado: as transferências dos times

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Também achei que este era o melhor caminho. O time é bom, vai reagir e chegar à Libertadores", previu o treinador, que deixa o clube meses após a conquista de seu primeiro título na carreira fora dos campos, o Campeonato Estadual do Rio de Janeiro. Desde o começo do ano, foram 39 partidas, com 19 vitórias, 13 empates e sete derrotas.

O desgaste, no entanto, aumentou com a sequência ruim - foram apenas dois pontos nos últimos três jogos, todos no Maracanã, com derrota para o Palmeiras e empates com Botafogo e Barueri. O responsável pela demissão foi o vice-presidente de futebol, Kléber Leite, o mesmo que, minutos após a partida, garantiu a permanência de Cuca no cargo.

"Foi uma decisão minha, já reuni os jogadores e comuniquei o fato", disse o dirigente. "Só posso agradecer ao Kléber, que o tempo todo foi a pessoa mais leal", respondeu Cuca, que já havia passado pelo clube uma vez, em 2005.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.