Facundo Arrizabalaga/EPA/EFE
Facundo Arrizabalaga/EPA/EFE

Resumo da Copa do Mundo 2018: França bate Croácia e conquista o bi mundial no 32º dia

Domingo decisivo na Rússia foi marcado pela consagração do técnico Deschamps, do jovem Mbappé e de toda a seleção francesa

O Estado de S.Paulo

15 Julho 2018 | 18h25

A vitória sobre a Croácia por 4 a 2, na final da Copa do Mundo da Rússia, neste domingo, 15, colocou a França em um novo patamar no futebol mundial. O time entra agora em clube seleto e qualificado dos bicampeões mundiais. Um dos destaques da seleção francesa no Mundial foi o atacante Kylian Mbappé, que aos 19 anos igualou Pelé e se tornou apenas o segundo jogador com menos de 20 anos a balançar a rede em uma final de Copa. Derrotado, o meia croata Luka Modric foi eleito o melhor jogador da competição e ficou com a Bola de Ouro. Já antes de a bola rolar, durante a cerimônia de encerramento, quem roubou a cena foi um velho conhecido dos brasileiros: Ronaldinho Gaúcho. Veja a seguir o que aconteceu no 32º e último dia do Mundial:

Em final com 6 gols, França bate Croácia e conquista o bi mundial

A França derrotou a Croácia por 4 a 2 no estádio Luzhniki, em Moscou, e conquistou o segundo título mundial de sua história. O time comandado por Didier Deschamps abriu o placar com um gol contra de Mandzukic, viu Perisic empatar, mas voltou a ficar na frente com um pênalti convertido por Griezmann, eleito o melhor jogador da decisão. Pogba e Mbappé ampliaram, e nem mesmo o segundo gol croata, marcado por Mandzukic, foi capaz de tirar o título dos franceses.

+ ANÁLISE: Os ‘pequenos príncipes’ de Deschamps dão a Copa para a França

+ Conheça a taça da Copa, a mais cobiçada do Mundo

+ Conheça a história de todas as Copas do Mundo

Mbappé iguala Pelé e se torna o 2º com menos de 20 anos a marcar em final de Copa

O talento e a capacidade de decidir de Kylian Mbappé parecem não ter limites. Com o gol marcado na vitória por 4 a 2 sobre a Croácia, neste domingo, na grande decisão da Copa do Mundo da Rússia, em Moscou, o craque francês igualou Pelé e se tornou apenas o segundo jogador com menos de 20 anos a balançar a rede em uma final de Mundial.

Segundo título da Copa consagra longa trajetória de Deschamps com a França

As duas conquistas da França em Copas do Mundo têm um personagem em comum: Didier Deschamps. Líder em 1998 dentro de campo, quando levantou o troféu em casa após o triunfo por 3 a 0 na final com o Brasil, o ex-volante levou este papel de comando para fora das quatro linhas e se consagrou definitivamente ao ser o técnico que levou o país ao título na Rússia, com a vitória por 4 a 2 sobre a Croácia, neste domingo.

Modric é eleito o melhor jogador da Copa do Mundo

Minutos depois da vitória da França sobre a Croácia por 4 a 2, na decisão da Copa do Mundo da Rússia, a Fifa anunciou neste domingo os prêmios do torneio. Apesar da decepção pelo resultado, o meia Luka Modric, do Real Madrid, foi eleito o melhor jogador da competição e ficou com a Bola de Ouro. O atleta de 32 anos liderou a Croácia à melhor campanha de sua história.

 

Franceses tomam as ruas de Paris para festejar o título da Copa do Mundo 

A festa dos novos campeões mundiais levou uma maré humana aos principais pontos turísticos de Paris tão logo o confronto entre França e Croácia chegou ao fim em Moscou. Organizados em duas grandes fan-zones, uma na Avenida Champs-Elysées e outra junto à Torre Eiffel, centenas de milhares de franceses comemoraram o título, o segundo em 20 anos. Nas ruas da capital, gritos, buzinas e fogos de artifício se tornaram o ruído ambiente.

Pussy Riot dizem ter organizado invasão de campo na final da Copa

A final da Copa do Mundo da Rússia, em Moscou, com um amplo esquema de segurança, não conseguiu evitar a invasão de campo por quatro pessoas. Elas vestiam roupas que sugeriam uniformes policiais. Instantes depois, o grupo Pussy Riot declarou nas redes sociais a responsabilidade pelo protesto e pedia que a repressão na Rússia terminasse

Ronaldinho Gaúcho vira estrela da festa de encerramento da Copa

Antes de a bola rolar, quem roubou a cena no estádio Luzhniki, em Moscou, durante a cerimônia de encerramento da Copa do Mundo da Rússia foi um velho conhecido dos torcedores: o ex-jogador Ronaldinho Gaúcho, campeão mundial pelo Brasil em 2002. Uma música tocava quando as imagens da transmissão flagraram o ídolo brasileiro tocando um tambor, sempre com seu sorriso característico no rosto.

Guarda-chuva apenas para Putin em final da Copa revolta torcedores

Já depois do apito final, na cerimônia de premiação da Copa do Mundo da Rússia, seguranças precisaram entrar em cena com guarda-chuvas para proteger as autoridades que estavam no local, entre elas os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, da França, Emmanuel Macron, e da Croácia, Kolinda Grabar-Kitarovic. Porém, a cena acabou revoltando os torcedores que acompanharam a partida, já que Putin  foi o primeiro a ser protegido pelo guarda-chuva e, por alguns minutos, o único.

Arnaldo Cezar Coelho diz adeus à Globo e emociona Galvão e Casagrande

Durante a festa de entrega de premiações da Copa do Mundo, a equipe de transmissão da TV Globo se emocionou silenciosamente e deixou um "branco" no ar por alguns instantes. Galvão Bueno estava com a palavra e comentava o início da cerimônia, quando começou a chorar. O mesmo aconteceu com Walter Casagrande Jr., também sem falar. Quem acompanhava a transmissão começava a estranhar o silêncio, que durou alguns razoáveis segundos. Assim, Arnaldo Cezar Coelho aproveitou a oportunidade para pegar a palavra e fazer um anúncio ao vivo: está deixando a emissora, o que explicaria o choro de Galvão e Casagrande.

Casagrande comemora: 'Cheguei sóbrio, permaneci sóbrio e volto sóbrio'

E não foi só o ex-árbitro Arnaldo Cezar Coelho que chocou os telespectadores ao anunciar sua aposentadoria. O comentarista Walter Casagrande também comoveu a equipe de cobertura da final entre França e Croácia com uma revelação. "Essa Copa foi a mais importante da minha vida. Eu cheguei sóbrio, permaneci sóbrio e volto sóbrio", disse o comentarista da Rede Globo e ex-jogador, no ar, após a vitória da França por 4 a 2.  

Veja como foram os outros dias da Copa:

31º dia

30º dia

29º dia

28º dia

27º dia

26º dia

25º dia

24º dia 

23º dia

22º dia

21º dia

20º dia

19ºdia

18º dia 

17º dia

16º dia

15º dia

14º dia

13ª dia

12º dia

11º dia

10º dia

9º dia

8º dia

7º dia

6º dia

5º dia

4º dia

3º dia

2º dia

1º dia

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.