RESUMO ESPORTIVO - Morte em evento-teste da Copa, campeão ressurgindo na F-1, títulos no vôlei e basquete e goleadas

Fim de semana esportivo ficou manchado pela morte de dois torcedores no Ceará, mas teve muitas festas também

Fábio Hecico, O Estado de S. Paulo

15 de abril de 2013 | 08h48

SÃO PAULO - Ressurgimento de um campeão na Fórmula 1, título inédito com recordista no vôlei, surras implacáveis no futebol, show particular de Neymar, Corinthians, São Paulo, Fluminense e Atlético-MG decepcionando, rebaixamentos em gramados brasileiros e o basquete nacional fazendo história. O fim de semana esportivo foi de festas, desabafos e lágrimas com a morte de dois torcedores num evento-teste para a Copa das Confederações e do Mundo em Fortaleza. 

F-1

As emoções esportivas começaram do outro lado do planeta na madrugada de sábado, quando o espanhol Fernando Alonso, bicampeão em 2005 e 2006, resolveu mostrar quem é o primeiro piloto da Ferrari e superou Felipe Massa no treino classificatório para o GP de Xangai. Depois de quatro tomadas de tempo sendo ofuscado, finalmente largaria na frente do brasileiro.

O presságio de um fim de semana diferente na F-1 confirmou-se domingo, quando Alonso apostou numa estratégia diferente dos demais 21 pilotos do grid na China para vencer sua primeira corrida no ano. Ergueu o troféu, assumiu o terceiro lugar no geral e mostrou que é candidato ao título. Massa teve problemas com os pneus e só chegou em sexto. O pódio foi completado por Kimi Raikkonen e Lewis Hamilton, que saiu na frente, mas largou mal.

VÔLEI

A decisão da Superliga Masculina de Vôlei premiou uma equipe formada para ser campeã. O RJX, do empresário Eike Batista, provou sua força dentro da quadra desde a primeira fase. Neste domingo veio a consagração com vitória implacável sobre o campeão, o Cruzeiro, e o inédito título, com vitória por 3 a 1 - parciais de 15/25, 25/18, 25/18 e 25/14 no Maracanãzinho.

Consagração maior teve o levantador Bruninho, filho do técnico da seleção Bernardinho, que estava na torcida e viveu dia de tiete, até com cartaz nas mãos. Bruninho se tornou o maior vencedor da Superliga, com seis títulos (2004 pela Unisul, 2006, 08, 09 e 10 com o Florianópolis, e agora), superando Ezinho. Depois de bela apresentação e com a medalha no peito, ele desabafou. “Mostrei que não estou na seleção apenas por ser filho do técnico.”

BASQUETE

Uma equipe canarinho soltou o inédito grito de campeão em outra quadra, a de basquete. Pela primeira vez na história, o Pinheiros, comandado pelo americano, mas quase brasileiro Shamell, ergueu o troféu da Liga das Américas de Basquete, disputado em Porto Rico, com vitórias sobre os locais Capitales e o Lanús, da Argentina, Na despedida, já com a taça, derrota para o Brasília. O time desembarcou com muita festa em São Paulo domingo à noite.

GOL E TRAGÉDIA NO FUTEBOL

No futebol, o grito de gol foi entoado muitas vezes nos campos nacionais e também mundo afora. As goleadas deram o tom do fim de semana, manchado pela morte trágica de dois torcedores do Ceará, assassinados com tiros na cabeça.

CAMPEONATO CEARENSE

Era para ser a comprovação de que o Ceará estava pronto para receber a Copa das Confederações e a Copa do Mundo. Clássico entre Ceará e Fortaleza em dia bonito na capital. Mas uma briga entre torcidas a quatro quilômetros do Castelão, antes mesmo de a bola rolar, mostrou que o País ainda precisa se policiar melhor. A confusão entre alvinegros e tricolores terminou com dois torcedores do Vozão mortos com tiros na cabeça. O jogo aconteceu, com vitória do Ceará por 1 a 0, mas o resultado pouco importou.

CAMPEONATO PAULISTA

Em São Paulo, a chuva de gols começou no sábado. Depois de amargar seis jogos de jejum e ser questionado, Neymar mostrou que o futebol-arte ainda faz parte de sua vida. Como um centroavante, o camisa 11 santista fez valer o ingresso em Santa Bárbara d'Oeste. Fez quatro gols, na verdade cinco, mas um foi anulado, e garantiu os 4 a 0 que rebaixaram o União Barbarense. Show de Neymar no interior, decepção do líder São Paulo no Morumbi. Com seus reservas em campo, levou 1 a 0 do XV de Piracicaba e teve apenas a desculpa de que a cabeça estava na Libertadores, decisão com o Atlético-MG, quarta-feira.

PALMEIRAS

No domingo, o Palmeiras consolidou a boa fase com surra para pouca gente ver no Pacaembu. Mandou 4 a 1 no já rebaixado Guarani e chega animado para disputar o primeiro lugar da chave na Libertadores. Visita o Sporting Cristal, na quinta.

CORINTHIANS

Outro que decepcionou foi o Corinthians. Queria entrar no G-4, escalou força máxima, e caiu para sexto após levar a virada para o Linense por 2 a 1. O time de Lins está na briga por uma vaga com o Penapolense, que empatou por 1 a 1 e rebaixou o São Caetano. O Corinthians fará a decisão das quartas de final fora de casa, com enorme possibilidade de encarar Santos ou Palmeiras.

SÉRIE A-2

E o mundo está de cabeça para baixo na Série A-2. Melhor disparado da primeira fase, o Audax só faz perder na segunda etapa. Foi presa fácil para o Guaratinguetá: 4 a 2. A Portuguesa, que vinha a passos largos rumo à elite, voltou de Ribeirão Preto desnorteada após humilhante surra de 7 a 0. O técnico caiu.

CARIOCA

No Rio, o Botafogo continua nadando de braçadas para conquistar também o segundo turno. Somou sua sexta vitória em seis jogos na Taça Rio: 4 a 1 no Duque de Caxias. Já o eliminado Vasco mostrou hombridade e rebaixou o Quissamã com triunfo por 3 a 1. O Olaria também caiu. O resultado mais surpreendente veio no clássico Fla-Flu. De um lado, um time em crise. Do outro, o então líder da chave. As apostas eram todas para vitória do Fluminense, mas em campo o que se viu foi um domínio do Flamengo e um honroso 3 a 1 para selar a paz na Gávea.

MINEIRO

No Mineiro, o Atlético perdeu a oportunidade de assumir a liderança provisória ao ver sua invencibilidade cair com virada para a Caldense por 2 a 1. Esta um ponto atrás do Cruzeiro, que enfrenta o Nacional nesta terça-feira.

GAÚCHO

No Sul, Internacional e Grêmio confirmaram a liderança de suas chaves. O Colorado, com surra de 4 a 1 no Juventude, e o tricolor com empate sem graça e sem gols diante do Novo Hamburgo.

CAMPEONATO ESPANHOL

Na Espanha, o fim de semana foi de muitos gols. O Barcelona não precisou nem de Messi para fazer 3 a 0 no Zaragoza, mesmo placar do triunfo do Real Madrid sobre o Athletic Bilbao, ambos fora de casa. Destaque ainda para os 5 a 0 do Atlético de Madrid sobre o Granada e dos 4 a 0 do La Coruña sobre o Levante.

CAMPEONATO ITALIANO

Na Itália, a Juventus está rindo à toa. O clássico entre Milan e Napoli para ver quem seria seu maior perseguidor na luta pelo scudetto terminou empatado por 1 a 1. Desta maneira, a líder pode ampliar sua vantagem para 11 pontos caso vença a Lazio, em Roma, nesta segunda-feira. Ainda no calcio, a Inter levou 2 a 0 do Cagliari.

CAMPEONATO FRANCÊS

O PSG curou a ressaca da queda na Copa dos Campeões frente o Barcelona ao ganhar por 1 a 0 do Troyes e ver seu maior perseguidor, o Olympique de Marselha, empatar por 0 a 0 com o Lille. Agora, são nove pontos de vantagem.

CAMPEONATO INGLÊS

O Manchester United deu mais um passo para o título inglês. Visitou o Stoke City e fez 2 a 0. Agora são 15 pontos para o Manchester City, que não jogou na rodada. O City enfrentou o Chelsea na semifinal da Copa da Inglaterra, ganhou por 2 a 1 e faz a final com o Wigan. Em terceiro na Inglaterra, o Arsenal se consolida com 3 a 1 no Norwich.

SUL-AMERICANO SUB-17

O Brasil estreou bem no hexagonal final do Sul-Americano sub-17. Com um gol de Mosquito, a seleção bateu o Uruguai, único rival a quem não tinha vencido na primeira fase ( 1 a 1) por 1 a 0 e abriu bem a caminhada para vaga no Mundial dos Emirados Árabes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.