Beto Barata/AE
Beto Barata/AE

Reunião da CPI do Futebol que votaria quebra de sigilos é novamente adiada

Novo encontro está planejado para a próxima quarta-feira

Estadão Conteúdo

25 de novembro de 2015 | 18h17

A reunião da CPI do Futebol que estava marcada para esta quarta-feira, no Senado, foi adiada pela segunda vez seguida e agora está planejada para acontecer na quarta da semana que vem. De acordo com a Agência Senado, adiamento desta vez se deve à sessão do Congresso Nacional que deveria começar às 15h.

A sessão do Congresso Nacional, entretanto, foi adiada logo em seguida para que o Senado pudesse analisar o pedido do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a prisão do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), em mais um desdobramento da Operação Lava Jato. No início da noite desta quarta, teve início a sessão extraordinária que votará o caso.

Estava prevista para a sessão desta quarta-feira a votação de 23 requerimentos (sendo 10 deles secretos) que pedem o demonstrativo de resultados e lucros e a quebra de sigilos bancários e fiscal do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2014 e de pessoas e empresas ligadas à CBF e a seus dirigentes.

A votação dos requerimentos deveria ter acontecido há duas semanas, mas a reunião à época foi adiada a pedido de um grupo de senadores, que pedia mais tempo para analisar a questão. No mesmo dia, os senadores Romário (PSB-RJ) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP) conseguiram reunir assinaturas suficientes para prorrogar a CPI, que deveria acabar dia 22.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCPI do FutebolSenado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.