Wilton junior/Estadão
Wilton junior/Estadão

Reunião em La Paz começa a definir sedes da Copa América no Brasil

Encontro entre dirigentes vai analisar tabela e quais os estádios que devem receber partidas do torneio

Ciro Campos, Renan Cacioli, O Estado de S. Paulo

17 de setembro de 2018 | 16h58

A Copa América de 2019, no Brasil, começa nesta segunda-feira a ter uma definição durante encontro na Bolívia. Em La Paz, o Conselho Executivo da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) se reúne com dirigentes de países sul-americanos para analisar e fechar quais serão os estádios da próxima edição do torneio, a ser realizado em junho do próximo ano.

O encontro teve início na tarde desta segunda-feira e vai até a manhã de terça-feira. O representante brasileiro será Rogério Cabloco, presidente eleito da CBF para o mandato de 2019 a 2023. Há na Bolívia a expectativa para a presença do presidente do país, Evo Morales. Dos países filiados à Conmebol, apenas dois não mandaram representantes. 

O Uruguai está com o cargo de presidente vago depois da intervenção da Fifa na entidade para a resolução de problemas internos. No Peru, o presidente da federação local Edwin Oviedo, esta impossibilitado de deixar o país por ter entregue o passaporte a autoridades locais para contribuir com as investigações sobre possíveis irregularidades na entidade.

A principal indefinição sobre a Copa América se trata sobre os estádios. Em São Paulo, por exemplo, a Arena Corinthians desistiu de receber partidas do torneio. Allianz Parque e Morumbi são os candidatos a compartilharem o papel de sede na capital paulista. A casa são-paulina, inclusive, é a favorita a receber a partida de abertura da competição, em 7 de junho.

No encontro o comitê organizador do torneio, representado por Caboclo, vai apresentar o relatório dos estádios para a análise dos presentes. Entre outras pendências importantes estão a sede em Porto Alegre, que poderá ser a Arena Grêmio, o Beira-Rio ou ambos. A tendência é o Maracanã ser apontado como o palco da final, em 30 de junho.

O torneio tem como estádios definidos, além do Maracanã, o Mineirão, em Belo Horizonte, e a Fonte Nova, em Salvador. A competição terá os dez países da América do Sul e mais os convidados Japão e Catar. A Copa América representa uma nova chance para o técnico Tite conquistar o primeiro título no comando da seleção brasileira.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.