Reunião no hotel começa a definir o futuro do Palmeiras

O futuro do Palmeiras começou a ser traçado em São Paulo, mas teve etapa importante em Medellín. Após o treino desta segunda-feira, o presidente Afonso Della Monica, o diretor de futebol Salvador Palaia e o técnico Emerson Leão reuniram-se no hotel em que a delegação está hospedada para o jogo contra o Atlético Nacional. O tema da conversa foram reforços e dispensas. ?Precisamos de reformulação, para o prosseguimento da Libertadores e para o Campeonato Brasileiro?, admitiu Palaia, em entrevista à Rádio Globo. ?Fizemos um planejamento, quando assumimos, há mais de um ano, e chegou a hora de ouvir o que o treinador tem a dizer.?Leão não esconde que a saída é investir. O técnico tem repetido que o clube precisa ?pôr a mão no bolso?, pois acredita que o retorno virá. Palaia, porém, parece disposto a retomar a filosofia do presidente anterior, de apostar no ?bom e barato? e torcer para que surjam revelações. ?O mercado está competitivo e o Leão sabe das dificuldades para contratar atletas caros?, alega.Cartolas e técnico voltam com lista de nomes para sondar, mas também com a relação daqueles que devem deixar o Palestra. Washington, Enilton, Márcio Careca, Cristian, Alceu, Valdomiro, Ricardinho, Lúcio, Reinaldo são alguns dos que podem sair.

Agencia Estado,

03 de abril de 2006 | 19h59

Tudo o que sabemos sobre:
libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.