Reunião tenta serenar os ânimos no Botafogo após empate com o Barra Mansa

Uma reunião de 50 minutos entre dirigentes, jogadores e comissão técnica, antes do treino do Botafogo nesta sexta-feira, no Engenhão, parece ter serenado os ânimos no clube, na antevéspera do clássico da 13.ª rodada do Campeonato Carioca contra o Vasco. O vice-presidente de futebol, Antonio Carlos Mantuano, e o diretor técnico Antonio Lopes conversaram com o grupo para desfazer o mal-estar ocorrido na última quarta, em Volta Redonda (RJ), logo após o empate com o Barra Mansa.

Estadão Conteúdo

27 Março 2015 | 19h33

Naquela oportunidade, Mantuano teria ido ao vestiário para reclamar, aos gritos, do empate inesperado com o Barra Mansa (1 a 1), resultado que deixou Flamengo, Vasco e Botafogo com o mesmo número de pontos (29) na competição. O tropeço prejudicou o objetivo alvinegro de terminar a fase da classificação em primeiro lugar. O vencedor dessa etapa recebe um prêmio de R$ 1 milhão.

Mantuano ficou em Volta Redonda muito nervoso com a atuação do time e principalmente com a displicência do atacante Bill, que desperdiçou um pênalti nos minutos finais da partida. No vestiário, teria se dirigido mais veementemente aos atletas.

Nesta sexta-feira, mais calmo, o vice conversou com os jogadores e voltou a falar da importância de a equipe vencer as três próximas partidas para terminar a fase de classificação na liderança.

Mais conteúdo sobre:
futebol Botafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.