Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

Réver minimiza novo tropeço do Atlético-MG no Brasileiro: 'Nem tudo está perdido'

Zagueiro acredita que a equipe mineira teve falta de sorte na partida e exalta as chances que o Internacional aproveitou

Redação, Estadão Conteúdo

15 de setembro de 2019 | 16h21

A derrota por 3 a 1 para os reservas do Internacional no Independência ligou o alerta no Atlético-MG. Perto da semifinal da Copa Sul-Americana, contra o Colón, da Argentina, o time mineiro chegou a cinco jogos sem vitória no Brasileirão e deixou o campo vaiado pela torcida.

Mesmo assim, o experiente zagueiro Réver acredita que os resultados negativos no Campeonato Brasileiro não vão influenciar no confronto decisivo da Sul-Americana. Para o defensor, a equipe tem que manter o foco e seguir com a mesma conduta que vem tendo e os resultados vão aparecer naturalmente.

"Nem tudo está perdido. Temos que manter a cabeça no lugar para trabalhar com calma durante a semana e nos prepararmos para a partida importante de quinta-feira", analisou o defensor.

Sobre o jogo deste domingo, Réver acredita que o Atlético poderia ter tido melhor sorte e exaltou o adversário, que soube se aproveitar das situações que criou. "O gol que tomamos acabou fazendo com que a atmosfera do estádio viesse toda contra a gente. O time deles soube administrar essa vantagem com o gol e conseguiu ampliar o placar. Eles chegaram três vezes e marcaram três gols", justificou.

Durante o jogo, Réver ainda sentiu uma lesão, mas preferiu seguir em campo. O zagueiro tranquilizou a torcida e afirmou que isso não deve tirá-lo dos próximos jogos. "Durante a semana, eu tive um traumazinho na coxa e hoje voltei a sentir, mas não é nada que preocupe", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.