Bruno Cantini/Atlético-MG
Bruno Cantini/Atlético-MG

Réver prevê 'jogo truncado', mas diz que Atlético quer vitória no Uruguai

Time mineiro encara o Danubio pela Libertadores nesta terça-feira

Redação, Estadão Conteúdo

04 de fevereiro de 2019 | 20h14

O Atlético-MG inicia sua caminhada na Libertadores nesta terça-feira, quando encara o Danubio pela segunda fase preliminar do torneio. De volta ao clube pelo qual foi campeão continental em 2013, Réver usou sua experiência para fazer uma análise da partida e disse esperar um duelo bastante truncado, mas garantiu que o time brasileiro entrará em campo pensando apenas na vitória.

"Fizemos alguns jogos no Mineiro e tivemos uma amostra do time que o Levir quer. Espero que amanhã estejamos em uma noite feliz para fazermos um grande jogo e buscarmos a vitória, que é o que queremos. O torcedor pode esperar um jogo truncado, de Libertadores. Não vai ter jogo fácil, mas vamos em busca do triunfo", declarou nesta segunda-feira.

Réver ressaltou a dificuldade de enfrentar um rival uruguaio fora de casa, mas sabe que o Danubio tem pouca torcida em Montevidéu. A tendência, aliás, é de um público pequeno no Estádio Jardines del Hipódromo, o que o zagueiro considerou que pode ser maléfico ao Atlético-MG se a concentração não for mantida.

"Não sei se isso (estádio vazio) vai acontecer, mas não podemos achar que vamos ter jogo fácil. Pelo contrário, esta fase de mata-mata é muito difícil, então, espero que não sejamos pegos de surpresa. Cheio ou vazio o estádio, viemos em busca da vitória para que a gente possa garantir a classificação na semana que vem. Precisamos estar focados e concentrados, independentemente da torcida", apontou.

O jogador de 34 anos tratou de distanciar o atual elenco atleticano daquele que conquistou o título da Libertadores em 2013, mas considerou que o time tem as peças necessárias para ser campeão. "Temos só um objetivo, que é o titulo. Estamos em um time grande e precisamos almejar coisas grandes."

Levir Culpi comandou um treino com portões fechados nesta segunda, no estádio Campeón del Siglo, no encerramento da preparação atleticana. A principal dúvida na escalação está no meio de campo, entre Adilson e Zé Welison. Por isso, a tendência é que o Atlético-MG atue com: Victor; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Adilson (Zé Welison), Elias e Cazares; Chará, Luan e Ricardo Oliveira.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.