Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Reverter o resultado é algo inédito para Carille no Corinthians

Técnico terá que superar pela primeira vez um resultado adverso

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

21 de março de 2018 | 07h00

Fábio Carille encara um novo desafio à frente do Corinthians, nesta terça-feira, contra o Bragantino, na partida final das quartas do Campeonato Paulista. Pela primeira vez sob seu comando, o time terá de reverter um resultado desfavorável em mata-mata.

+ Após renovar contrato, Warian acerto empréstimo com o Atlético-GO

+ Gabriel minimiza pressão e diz que Corinthians precisa ser mais agressivo

+ Corinthians tenta achar centroavante que não seja 'ruim' ou 'caro'

Tal situação exigirá que o Corinthians, com todas as suas dificuldades no ataque, tenha de sair para o jogo a fim de reverter placar adverso de 3 a 2. “É uma situação nova, mas quem é do Corinthians sabe que nesse momento o torcedor vem forte. Temos uma chance de classificação e de engrenar (na fase decisiva). Tenho certeza de que vamos fazer uma grande partida”, projetou o volante Gabriel.

No ano passado, o Corinthians foi eliminado da Copa do Brasil e da Sul-Americana sem perder no tempo normal. No torneio nacional, após passar pelo Luverdense, os comandados de Carille empataram com o Inter nas duas partidas (1 a 1) e perderam nos pênaltis em casa.

A equipe também não foi longe na Sul-Americana. Depois de superar Universidad de Chile e Patriotas, da Colômbia, o time enfrentou o Racing e se deu mal. Empatou por 1 a 1 em casa, ficou no 0 a 0 na Argentina e deixou o torneio pelo gol qualificado.

O retrospecto de Carille em jogos de ida e volta é bom. Foram 19 confrontos, sendo oito vitórias, dez empates e apenas uma derrota. Na Arena, foram três resultados positivos e cinco empates. Amanhã, os corintianos precisam vencer por dois gols para se classificar. Vitória por um gol leva a decisão aos pênaltis, já que, desta vez, os gols marcados fora não contam como critério de desempate.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Fábio CarilleCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.