Flickr Oficial / Ceará
Flickr Oficial / Ceará

Revitalizado com Lisca, Ceará tenta manter reação no Brasileirão

Técnico mudou a cara da equipe que foi lanterna do Brasileirão durante boa parte do campeonato até aqui

Estadão Conteúdo

11 Agosto 2018 | 07h01

O Ceará tem outro confronto direto contra a zona de rebaixamento neste sábado. Novamente no estádio Presidente Vargas, recebe o Atlético-PR às 16 horas, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Nos últimos três jogos em Fortaleza (CE), o técnico Lisca conseguiu duas vitórias e um empate complicado contra o Santos por 1 a 1 na última quarta-feira. O clube tem uma das melhores campanhas pós-Copa do Mundo e segue em recuperação.

Nos últimos cinco jogos, o Ceará venceu três - sobre Sport, Fluminense e Paraná -, perdeu para o Internacional por 1 a 0, fora de casa, e empatou na quarta com o Santos, em jogo antecipado da 20ª rodada. A sequência deixa o time com 15 pontos em 17 jogos, em franca ascensão, fora da lanterna. Porém, ainda dentro da zona de rebaixamento. Logo atrás aparece o Atlético-PR, com 14 pontos em 16 jogos.

Mesmo com a sequência de bons resultados, o técnico Lisca mantém os pés no chão. O seu principal desfalque deve ser o lateral-direito Fabinho, que sentiu o desgaste dos jogos e deve ser poupado.

"O nível de desgaste dele está muito alto, as chances são mínimas e a tendência é que Samuel Xavier faça a lateral-direita. Já tinha sido alertado pela fisiologia sobre esta preocupação antes mesmo do jogo contra o Santos", afirmou Lisca, em coletiva.

Para o jogo no PV, o Ceará vai entrar na moda da torcida única. Isso porque o Atlético-PR não solicitou a carga de ingressos para visitantes, deixando todos os lugares para torcedores cearenses, que prometem lotar o estádio mais uma vez. Nos últimos três jogos dentro de casa, a média de público ultrapassou 14 mil pagantes, outro fator que tem sido importante para a recuperação do time dentro de campo.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.