Thiago Teixeira/AE
Thiago Teixeira/AE

Rhodolfo diz que São Paulo precisa reagir em 2012

Zagueiro comemora boa temporada individual, mas lamenta falta de títulos da equipe em 2011

AE, Agência Estado

09 de dezembro de 2011 | 14h01

SÃO PAULO - Contratado pelo São Paulo no início do ano, Rhodolfo termina a sua primeira temporada no clube com sentimentos opostos. O zagueiro se destacou pela equipe, foi convocado para defender a seleção e recebeu prêmios individuais, mas viu o time fracassar em todas as competições que disputou. Por isso, ao avaliar o seu desempenho em 2011, ele reconheceu a necessidade de ser campeão no próximo ano.

"Fiquei feliz em algumas partes, outras não. Feliz por ter jogado o ano inteiro, ter sido convocado, ser indicado aos melhores do Brasileiro. Mas triste por não ter conquistado nenhum título. A torcida não merece isso. Vim para cá para ser campeão e tenho certeza de que ano que vem seremos", disse em entrevista ao site oficial do São Paulo.

Para Rhodolfo, é necessário que os jogadores façam uma análise dos erros cometidos em 2011 para que o São Paulo não repita as mesmas falhas no próximo ano. "Todo jogador tem de pensar o que fez de certo e errado para focar nos títulos no próximo ano. O clube vive disso e cada jogador tem de se cobrar e vir com o pensamento de vencer em 2012. A diretoria vai atrás de alguns jogadores e os que já estão aqui têm de ter a consciência de que não podemos ficar mais um ano sem título", afirmou.

Rhodolfo foi convocado por Mano Menezes para defender a seleção brasileira no Superclássico das Américas e espera ser mais lembrado para a equipe em 2012. "Para eu chegar na seleção novamente, eu tenho de fazer um bom trabalho aqui no São Paulo. Isso vem com o tempo. Temos de tentar ser campeões e eu jogando bem, o São Paulo conquistando os títulos, a Seleção será consequência disso tudo", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão PauloRhodolfo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.