Ricardinho enche São Paulo de confiança

Os jogadores do São Paulo garantem que o jogo deste sábado, às 18 horas, contra o Paysandu, em São José do Rio Preto, é o primeiro da arrancada para o título. A vaga na Libertadores não basta. O discurso é de que somente ser campeão interessa.A senha foi dada por Ricardinho, que voltará ao time depois de um mês contundido. O meia fez questão de não deixar dúvida sobre o pensamento de todos: "Eu quero deixar bem claro que estamos em busca do título. Esse é o nosso objetivo e nenhum outro. Por isso, não podemos perder pontos para o Paysandu."A necessidade de vencer mostra que o sinal vermelho está aceso no São Paulo. O time perdeu quatro chances de ultrapassar o Cruzeiro - oportunidade que o Santos não desperdiçou - e sabe que o tempo é cada vez menor."Já perdemos os pontos que poderíamos perder. Temos de melhorar nosso aproveitamento porque agora qualquer tropeço pode significar perda de posição na tabela", disse Rojas, preocupado com a subida do Coritiba, que está a apenas um ponto do São Paulo.O treinador acredita que o Paysandu dará poucos espaços ao São Paulo e que a partida deverá ser difícil. "No primeiro turno eles conseguiram uma goleada por 5 a 2, mas perderam alguns jogadores, assim como nós. Vai ser difícil outra vez. Eles se fecham bem e nós teremos de aproveitar muito bem os espaços que nos deixarem", disse Rojas.O volante Fábio Simplício foi confirmado na lateral-direita, no lugar de Leonardo. É uma tentativa de melhorar a marcação e dar mais força defensiva àquele lado. "Temos de ganhar esse jogo de qualquer jeito. Demos algumas bobeiras e não é possível mais errar", disse o improvisado lateral.O zagueiro Júlio Santos formará a dupla de área com Jean, deixando Lugano no banco. E Gustavo Nery será o volante pela esquerda. "Tenho de marcar e sair rápido para o ataque. Minha melhor característica é o ataque. Tenho um chute forte e preciso ficar perto do gol adversário. Vamos fazer de tudo para vencer o Paysandu e deslanchar nessa briga pelo título", avisou Gustavo Nery.Kléber será o companheiro de ataque de Luís Fabiano. O seu estilo aguerrido superou a técnica indolente de Diego Tardelli e a falta de pontaria de Rico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.