Ricardinho pode ir para a Roma

Depois do jogo contra a Argentina pela seleção brasileira, Ricardinho volta ao time do Santos para a partida de domingo contra o Fluminense. Desde esta segunda-feira, porém, seu nome foi incluído na lista daqueles que podem deixar a Vila Belmiro no mês que vem. Seu destino pode ser a Roma, que está negociando sua contratação. O meia, entretanto, disse à noite que desconhecia o interesse do clube romano. Além dele, Deivid está sendo chamado de volta pelo Bordeaux e Robinho vive mais uma onda de especulação sobre sua transferência para o Real Madrid. Enquanto a diretoria tenta evitar a saída desses três jogadores importantes, continua lutando para liberar Robinho e Léo da Copa das Confederações, mas, ao mesmo tempo, o técnico Gallo monta o time para os jogos deste mês pela Libertadores e pelo Brasileiro sem os dois atletas. Ele conta com a volta de Ricardinho da seleção e a equipe terá novidades. Giovanni, que já treina normalmente com o grupo, deverá ficar com a vaga de Robinho, enquanto Paulo César retorna ao time, depois de ficar afastado por contusão. Pode ficar na lateral-direita ou ser o substituto de Léo, jogando na esquerda. Há ainda a possibilidade de Wendel, cuja documentação está regularizada, fazer a função de lateral-esquerdo. Em meio a tantas dúvidas, também o goleiro não está definido. Gallo comentou nesta segunda que já conversou com Mauro e Henao. O titular está definido, mas isso só será informado com a escalação do time para o jogo contra o Fluminense, domingo na Vila Belmiro. O mais provável é que opte por Mauro, preservando Henao da ira da torcida pelas falhas que vem cometendo. Desta vez, Gallo não vai poupar seus titulares, alegando que o momento é outro. "A situação é diferente, pois temos uma semana para trabalhar, descansar e recuperar". Depois da derrota para o Palmeiras e da pressão que começa a sofrer, ele quer os três pontos do jogo contra o Fluminense e vai também aproveitar para testar a equipe para a partida de quarta-feira que vem contra o Atlético-PR, pela Libertadores. "É importantíssimo somar pontos, principalmente porque perdemos para o Palmeiras e queremos voltar à liderança do Brasileiro. Com esse respiro na tabela, podemos jogar com a força máxima". Hoje, o zagueiro Preto esteve no CT Rei Pelé para se despedir dos jogadores. Seu contrato terminou na sexta-feira e não foi renovado.Preto não conseguia esconder a tristeza em deixar a Vila Belmiro. Ele havia ficado afastado por 14 meses por cirurgia no joelho e quando estava recuperado, aguardava uma oportunidade de voltar a jogar. Ela surgiu no clássico contra o Palmeiras, quando Gallo escalou o time reserva, mas ele não teve sua oportunidade. "Fiquei à disposição, ele é o técnico e temos de respeita-lo. Mas isso me deu tristeza". O treinador disse que havia recomendado a renovação do contrato de Preto desde que ele fosse emprestado a outro time, pois não teria como recuperar o ritmo de jogo no Santos. Mas o jogador reclamou de não ter jogado e isso irritou o técnico, que não se opôs à dispensa do zagueiro. Isso acabou acontecendo e o atleta está procurando um clube para continuar sua carreira. Os comentários hoje no CT Rei Pelé eram de que o Palmeiras estaria interessado em contratá-lo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.