Ricardinho tenta controlar ansiedade

O meia Ricardinho tem neste domingo, no jogo decisivo do Campeonato Brasileiro contra o Vasco, em São José do Rio Preto, a chance de provar sua categoria. O jogador se recusa a comentar a afirmação, mas o título nacional desse ano significa sua volta por cima na carreira, depois de um período de "inferno astral".Diante da chance da conquista, Ricardinho pode confirmar que recuperou seu melhor futebol, que o levou a ser campeão várias vezes pelo Corinthians e a integrar o elenco da Seleção Brasileira, campeão da Copa do Mundo da Coréia e do Japão, em 2002. Mas nem essa possibilidade o entusiasma. "A ansiedade não pode atrapalhar a razão, não deve prejudicar nosso trabalho", receita. "Precisamos fazer um grande jogo para vencermos o Vasco." O jogador se recusa a comentar a passagem pelo São Paulo, mas inegavelmente foi seu pior momento, com inúmeros problemas dentro e fora de campo. Tentou novos ares, mas teve breve e obscura participação no Middlesbrough, da Inglaterra.De volta ao Brasil, se reencontrou com o técnico Vanderlei Luxemburgo, com quem já havia trabalhado no Parque São Jorge, e ganhou autonomia para comandar o meio-campo da equipe. "Ele é um grande treinador, tem muitos méritos, é um vencedor" disse o jogador.O capitão do Santos foi o primeiro a recepcionar Robinho quando o atacante foi reintegrado ao elenco, no treino de sexta-feira à tarde. Para Ricardinho, o time ganhou um reforço de peso para enfrentar o Vasco. "O jogo é o mais importante do campeonato, por isso é importante termos o elenco completo", disse. "O Robinho vai nos ajudar muito, como fez até agora." Na opinião de Ricardinho, o Santos atravessa a melhor fase na competição, depois de um duelo acirrado com o Atlético-PR pela liderança do campeonato e não quer pôr tudo a perder diante do time carioca. "Estamos preparados para esta decisão", assegura.O jogador só deixou a frieza de lado ao comentar a recepção que o time teve do público de São José do Rio Preto, cidade em que obteve duas goleadas no torneio - 5 a 0 no Fluminense e 5 a 1 no Grêmio. "Fomos bem recebidos em todas as vezes que jogamos aqui e esperamos retribuir o carinho dos torcedores com uma grande atuação."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.