Ricardinho terá a missão mais difícil

Ricardinho vai ter a responsabilidade de organizar o time de acordo com o comportamento do Brasiliense. Com a experiência de já ter jogado mais atrás, marcando, em algumas partidas, ele tanto poderá ser decisivo na assistência ao ataque, repetindo o que fez nos minutos iniciais do segundo tempo contra o São Paulo, domingo. E também voltar para ajudar Vampeta e Fabrício na proteção à zaga e ocupando-se da saída da bola da defesa para ataque. Além disso, será o ponto de equilíbrio do time.Como a maioria dos colegas, tudo o que Ricardinho sabia sobre o Brasiliense ontem eram as informações superficiais de Parreira sobre a maneira como o time deverá se portar jogando fora de casa.Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.