Ricardo aprova desempenho da seleção

O empate deste domingo por 1 a 1 com o Uruguai não foi oresultado dos sonhos do técnico Ricardo Gomes, mas ele até que gostou do rendimento da equipe. Para ele, diante das circustâncias, o Brasil foi bem. "Sabíamos que ia ser um jogo duríssimo por causa do pouco tempo de recuperação que tivemos depois da partida de sexta à noite contra o Paraguai. Para complicar, fez muito calor na hora do jogo. Apesar disso, fomos superiores o tempo todo e criamos as melhores chances de gol." Como os meninos terão quatro dias dedescanso até o jogo decisivo contra o Chile, o treinador tem certeza de que a equipe vai jogar melhor na quinta-feira. "Até agora não tínhamos tido tempo para descansar, era jogo dia sim, dia não. Desta vez será diferente, teremos um intervalo decente até o jogo com o Chile." O treinador deixou claro que não pretende mexer na escalação, a não ser que algum jogador tenha algumproblema físico até quinta-feira. "A tendência é entrarmos com a mesma equipe que começou a partida deste domingo. O que vai mudar é que teremos tempopara nos preparar." Provavelmente o Brasil terá de vencer o Chile na última rodada para garantir a primeira colocação e a vaga no quadrangular final, já que os donos da casa devem vencer o Paraguai nesta terça e abrir dois pontos de vantagem na liderança da chave. Caso fique em segundo, a seleção terá de disputar a repescagem, dia 18, em Valparaíso. "Mesmo que o Chile ganhe doParaguai, dependeremos apenas de nós mesmos para ficar em primeiro. E isso nos tranqüiliza." Ricardo Gomes só ficou irritado quando um repórter lhe perguntou se era verdade que o técnico santista Émerson Leão tinha ligado para o zagueiro Alex e pedido para ele propor uma mudança de posicionamente com Edu Dracena. "Isso não existe, meu amigo. Vamos falar do jogo. Isso é seleção brasileira e o Leão não manda aqui, ele cuida do Santos. O Leão ligou para conversar com o doutor Rodrigo Lasmarsobre a contusão do Elano, só isso." Nesta segunda-feira os jogadores da seleção terão o dia inteiro para descansar, porque não estáprogramada nenhuma atividade. Na terça e quarta-feira a equipe treinará no estádio do Huachipato, em Talcahuano. Seis jogadores estão pendurados e desfalcarão a equipe na repescagem ou na primeira rodada do quandrangular final se forem advertidos contra o Chile: Diego, Fábio Rochemback, Maxwell, Edu Dracena, Dagoberto e Paulinho.

Agencia Estado,

11 de janeiro de 2004 | 20h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.