Paulo Lierbert/AE
Paulo Lierbert/AE

Ricardo Bueno pede tempo para recuperar forma no Palmeiras

Apresentado oficialmente nesta terça, jogador não disputa partida oficial desde o fim de abril

Daniel Akstein Batista, Agência Estado

30 de agosto de 2011 | 13h10

SÃO PAULO - O atacante Ricardo Bueno foi apresentado oficialmente como reforço do Palmeiras nesta terça-feira e admitiu que vai precisar superar a inatividade para conquistar o seu espaço na equipe. O jogador não disputa uma partida oficial desde o fim de abril. Ele também estava impedido de treinar com o elenco do Atlético Mineiro, de onde veio, já que havia acionado judicialmente o clube. "Neste início até pode faltar um pouco de ritmo e confiança, mas vou trabalhar para melhorar isso", disse.

A contratação de Ricardo Bueno pelo Palmeiras foi oficializada apenas na segunda-feira. O atacante já treina com o grupo na Academia, mas está fora do jogo contra o Botafogo, quarta-feira, no Rio, pela primeira rodada do segundo turno do Campeonato Brasileiro. O jogador ainda não foi inscrito no BID da CBF.

"Venho para ajudar, buscar o meu espaço, respeitando os companheiros. Estava um pouco parado, mas vou trabalhar para estar logo nos jogos", disse Ricardo Bueno. "Estou contente e feliz por estar aqui no Palmeiras. Apareceram alguns empecilhos que travaram a negociação no começo, mas consegui resolver tudo e me apresentar. Estou contente, quero dar o meu máximo e ajudar o Palmeiras", completou.

Artilheiro do Campeonato Paulista de 2010 pelo Oeste de Itápolis, com 16 gols, Ricardo Bueno foi contratado pelo Atlético-MG ano passado, mas não conseguiu repetir o desempenho. No Palmeiras, o centroavante espera reencontrar a boa fase de quando atuou no interior paulista.

"O Atlético não atravessava boa fase e atrapalhou um pouco meu rendimento. Grandes jogadores foram para lá e também não deram certo. Vou deixar isso pra trás e espero fazer aqui o mesmo que fiz no Oeste", disse o atacante, que agradeceu o apoio do técnico Luiz Felipe Scolari. "Felipão já tinha manifestado interesse no início do ano, mas não tinha se concretizado. Agora deu certo".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.