Ricardo diz que gol diminuiu para ingleses nos pênaltis

O goleiro Ricardo, herói de Portugal na classificação para as semifinais da Copa do Mundo ao defender três pênaltis cobrados pela seleção da Inglaterra no duelo deste sábado, em Gelsenkirchen, pelas quartas-de-final, disse que pôde ver nos olhos dos jogadores adversários a falta de confiança."O gol deve ter diminuído para eles na hora da cobrança", afirmou o goleiro, que pegou as cobranças de Lampard, Gerrard e Carragher - e ainda tocou na bola na batida de Carragher, o único gol inglês na vitória portuguesa por 3 a 1, após empate sem gols no tempo normal.A Inglaterra já vinha de uma tradição de fiascos em disputas de pênaltis: só em Copas, já havia perdido para a Alemanha nas semifinais de 1990, na Itália (4 a 3, após empate por 1 a 1), e para a Argentina nas oitavas-de-final de 1998, na França (4 a 3, após empate por 2 a 2).Jogador do Sporting, Ricardo disse que se orgulha de continuar atuando no futebol português, mas admitiu estar aberto a propostas. Disse ainda que gostaria de continuar atuando com Luiz Felipe Scolari na seleção de Portugal, mas sabe que o assédio será complicado. "Os melhores do mundo sempre são cobiçados e com ele não seria diferente, mas espero que ele fique", disse.Sobre a França, adversário de quarta-feira nas semifinais, em Munique, Ricardo disse que será um adversário ainda mais duro depois de ter eliminado o Brasil, um dos favoritos ao título. "É um time coletivamente muito forte, não é apenas Zidane", alertou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.