Reuters
Reuters

Ricardo Gareca vem para o Brasil para assinar com o Palmeiras

Treinador vai conhecer a estrutura do clube e depois assinar contrato válido por dois anos

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

21 de maio de 2014 | 07h51

SÃO PAULO - Tudo caminha para que o Palmeiras finalmente acabe com a novela e anuncie a contratação de Ricardo Gareca nesta quarta-feira. O ex-treinador do Vélez Sarsfield chega ao Brasil para conhecer o clube e assinar contrato, que será de dois anos.

Gareca vai trazer dois auxiliares e a comissão técnica do treinador ficará 20% mais barata que a de Gilson Kleina, seu antecessor. O salário do treinador será de R$ 200 mil mensais fixo, mais bônus ao atingir metas como número de vitórias, classificações, etc, que podem até duplicar o salário.

Na semana passada, Omar Feitosa, gerente de futebol, fez a proposta para o treinador, que gostou do que ouviu e por isso resolveu viajar para ver de perto a estrutura do clube.

Um empecilho para o acerto, que era a resistência da família do treinador em vir morar no Brasil, parece estar resolvido. Gareca convenceu a sua mulher de que vir trabalhar no futebol brasileiro seria o grande desafio de sua carreira e que os países estão próximos e daria para voltar à terra natal várias vezes.

No Palmeiras, ninguém dá o acerto como assegurado, mas não escondem a empolgação com o fato de ter partido de Gareca a ideia de vir para o Brasil antes de definir o seu futuro. Enquanto isso, o Racing, da Argentina, outro clube que negocia com ele, já admite a possibilidade de procurar Matias Almeyda, um plano B.

A preocupação de quem não quer Gareca é com a adaptação ao futebol brasileiro. Acreditam que o fato dele não conhecer os jogadores do País pode atrapalhar, principalmente em relação a contratação.

Mas a ideia do presidente Paulo Nobre é deixar Alberto Valentim, atualmente treinador interino, como um auxiliar próximo e caberá ao diretor executivo, José Carlos Brunoro, junto com Omar Feitosa, participar mais de indicações.

Além disso, o Campeonato Brasileiro vai parar por um mês por causa da Copa, tempo bom para ele conhecer o elenco e implantar o seu estilo de jogo.

A ideia é fechar com Gareca nesta quarta e na quinta-feira ele já acompanha o time na partida contra o Figueirense, em Araraquara. Na sexta-feira ele já seria apresentado, mas no domingo, contra o Chapecoense, o time ainda seria comandado por Alberto.

QUEM É RICARDO GARECA

Ricardo Gareca fez história como jogador defendendo diversos clubes, entre eles Boca Juniors e River Plate e fez o gol que classificou a Argentina para a Copa de 1986 – mas ele não jogou o Mundial. Como técnico, ganhou destaque por reconstruir o Vélez e levar a equipe à conquista do Clausura 2009, ao título do 1.º turno da temporada 2011/12 e a Super Final 2012-2013. Também foi campeão peruano pelo Universitário, em 2008.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.