Vitor Silva/SS Press
Vitor Silva/SS Press

Ricardo Gomes comemora volta com título no Botafogo

Treinador passou quatro anos afastado do futebol

Estadão Conteúdo

21 de novembro de 2015 | 11h13

Após quatro anos afastado do futebol, Ricardo Gomes voltou a se envolver com o esporte neste ano. E, na noite desta sexta-feira, pôde celebrar sua primeira conquista neste retorno. Junto do elenco do Botafogo, ele levantou o troféu da Série B do Campeonato Brasileiro, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, após a vitória por 2 a 1 sobre o ABC.

"Voltei, e voltei em um grande clube, e com o Botafogo campeão agora", comemorou o treinador, que já pensa no futuro. "É Série B, mas temos de comemorar e pensar em 2016 com um bom time. Tudo o que foi feito esse ano foi uma base para 2016. Todos os departamentos do clube foram importantes. Isso fez com que tivéssemos esse final feliz."

Ao festejar a conquista, Ricardo Gomes destacou o esforço do clube em reconstruir o elenco para a disputa da segunda divisão. "O ano do Botafogo foi muito bom. Eles começaram o ano com o time desmontado. Tinha oito jogadores. E fizeram um grupo qualificado, equilibrado e disciplinado. Isso é raro: abrir um ano assim e acabar campeão, mesmo sendo Série B."

Para o técnico, a conquista também deve ser valorizada por causa das dificuldades impostas pela pressão da torcida, dirigentes e imprensa. "Diferente de você jogar uma Série B com outro time, o Botafogo era obrigado a vencer os jogos e ter o acesso. Quando, no esporte, você entra com a obrigação de vencer, isso é complexo. E eles trabalharam muito bem."

Perto de renovar o contrato com o clube carioca, Ricardo Gomes já começou a planejar o ano de 2016. "Daqui a duas semanas a gente começa a conversar sobre isso. Ainda temos mais um jogo, e conversamos mais tarde", disse o treinador, referindo-se à última rodada da Série B, quando o Botafogo enfrentará o América-MG, no próximo sábado, em casa.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogoRicardo Gomes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.