Ricardo Gomes confirma Sassá, mas não revela escalação do Botafogo

Os três gols marcados na vitória por 4 a 1 sobre o Náutico, no último sábado, renderam a Sassá a titularidade do Botafogo. Foi o que confirmou nesta sexta-feira o técnico Ricardo Gomes na véspera do duelo com o Bahia, válido pela 33ª rodada da Série B, no Engenhão. O treinador só evitou confirmar quem será o parceiro de Sassá no setor ofensivo.

Estadão Conteúdo

30 de outubro de 2015 | 16h25

O uruguaio Navarro é titular no ataque do Botafogo, mas ainda se recupera de lesão na coxa direita. Ricardo Gomes avisou que ainda não definiu se Lulinha ou Neilton será o companheiro de Sassá caso o uruguaio não tenha mesmo condições de entrar em campo.

"É difícil de não jogar, né. Tem esse histórico no futebol e como explicar um cara que fez três gols ficar na reserva? A parte tática dele foi muito bem executada durante a semana e o Sassá joga. Eu não falei nada sobre o Neilton. Temos o Lulinha também e já fizemos essa opção. O Sassá joga, mas não falo muita coisa para não ficar muito fácil para vocês jornalistas", disse.

Além de Navarro, outra dúvida do Botafogo é o lateral-esquerdo Carleto. Mas Ricardo Gomes demonstrou mais otimismo quanto a possibilidade de contar com o defensor. "O Carleto começou ontem a treinar normalmente, mas o Navarro ainda não. Vamos ver as reais condições antes da partida. O Carleto está muito bem e o Navarro só saberemos antes do jogo", comentou.

Assim, com a dúvida no ataque, a tendência é de que o Botafogo entre em campo com a seguinte formação: Jefferson; Luis Ricardo, Renan Fonseca, Roger Carvalho e Carleto; Lindoso, Willian Arão, Camacho e Daniel Carvalho; Neilton (Lulinha) e Sassá.

Ricardo Gomes destacou a tradição dos clubes envolvidos no confronto, lembrando que Botafogo e Bahia já foram campeões brasileiros. Além disso, os dois lutam pelo acesso, com o time carioca liderando a Série B, enquanto o adversário é o quarto colocado.

"Temos que jogar muito bem e é um clássico seja em qualquer série. O Bahia é um bom time e já conquistou o baiano esse ano. Eles podem subir e será um grande jogo. Se não jogarmos bem será difícil. Infelizmente as duas equipes estão na Série B, mas ambos já conquistaram o título da primeira divisão. Espero que os mesmos subam", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.