Vitor Silva/SS Press
Vitor Silva/SS Press

Ricardo Gomes exalta acesso do Botafogo, mas evita euforia

'Primeiro objetivo foi alcançado, agora falta o título', afirma técnico

Estadão Conteúdo

11 de novembro de 2015 | 09h29

Ao vencer o Luverdense por 1 a 0, na noite desta terça-feira, em Lucas do Rio Verde (MT), o Botafogo garantiu o seu acesso à elite do Campeonato Brasileiro com três rodadas de antecedência para o final da Série B. Após o objetivo alcançado, o técnico Ricardo Gomes exaltou a campanha alvinegra, mas evitou entrar no clima de euforia que tomou conta dos torcedores e dos jogadores da equipe ao lembrar que agora é preciso garantir o título da competição.

"Agora vamos comemorar um pouco, 10 minutos, e já pensar no próximo jogo, que é em casa. O primeiro objetivo foi alcançado, agora falta o título", cobrou o comandante, já projetando o duelo do próximo sábado, contra o Santa Cruz, às 17h30, no Engenhão, pela antepenúltima rodada da Série B.

Ricardo Gomes também agradeceu ao Botafogo por ter confiado no seu trabalho após ter demitido o técnico René Simões, mesmo depois de ficar quatro anos afastado da atividade de treinador por estar realizando um longo processo de recuperação de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) que quase custou a sua vida.

O fato fez o comandante reconhecer que o jogo desta terça-feira foi o mais marcante de sua carreira. "Sim, foi. Pelos quatro anos que fiquei parado, e isso tem um preço. Agradeço ao presidente (Carlos Eduardo Pereira) pela confiança, porque ainda tenho algumas deficiências. Mesmo assim ele apostou em mim. Eu também tinha algumas dúvidas, porque não foi um acidente normal", lembrou, em entrevista coletiva.

Ricardo Gomes sofreu o AVC no dia 28 de agosto de 2011, no clássico entre Vasco e Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro daquele ano, quando então comandava a equipe cruzmaltina. E no Botafogo conseguiu provar que ainda pode desempenhar a função de técnico como no passado, e isso depois de ter conseguido recolocar o time nos trilhos após a demissão de René Simões.

"Estávamos em situação de mudança de treinador e de jogadores. Conseguimos remontar. Foram meses agradáveis e de muito trabalho", disse o técnico, enfatizando também que encontrou "um clube e um time organizados" para assegurar o acesso à Série A.

O Botafogo agora também se vê muito próximo do título da Série B. Com cinco pontos de vantagem para o vice-líder América-MG, poderá assegurar a taça já neste final de semana, caso vença o Santa Cruz e a equipe de Belo Horizonte não supere o Paraná, fora de casa, também no sábado.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogoRicardo GomesSérie B

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.