Ernesto Rodrigues/AE
Ernesto Rodrigues/AE

Ricardo Gomes exige vontade dos atletas do São Paulo

'A animação é mais importante do que o esquema tático neste momento', afirma o treinador são-paulino

AE, Agencia Estado

14 de julho de 2009 | 18h46

Ricardo Gomes parece já ter identificado a causa da queda de produção do São Paulo nesta temporada. Para o treinador, os jogadores não têm mais a vontade de vencer que demonstravam em anos anteriores. A exceção, porém, foi no segundo tempo do empate com o Flamengo, no último domingo, no Morumbi, quando o time teve uma atitude que ele espera ver sempre.

Veja também:

linkRicardo Gomes ensaia São Paulo no 4-4-2 e sem Hernanes

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

 

"O esquema que vamos usar não me importa. Disse que tenho preferência pelo 4-4-2 quando cheguei, mas, contra o Coritiba, perdemos e não foi o sistema que me deixou preocupado, e sim nossa falta de atitude", disse Ricardo Gomes. "O time parou cedo ao sofrer o gol em Curitiba. A animação é mais importante do que o esquema tático neste momento."

No jogo contra o líder Atlético-MG, quinta-feira, no Mineirão, Ricardo Gomes não exige um futebol bonito, vistoso. "Para começar nossa recuperação, o time tem que passar pela pegada e disposição que mostramos contra o Flamengo. A atitude precisa ser idêntica", avisou o treinador do São Paulo.

"Sei que se repetirmos o segundo tempo que fizemos temos totais condições de derrotar o líder e vencer fora de casa depois de muito tempo", disse Ricardo Gomes, referindo-se ao jejum de quase quatro meses sem ganhar como visitante. A última vitória longe do Morumbi foi em 25 de março, sobre o Noroeste, por 2 a 1, pelo Paulistão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.